logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! Butecada da Vez

Butecada Da Vez - Nº 7: Manual Digital Não Tem Cheiro

Oh dúvida cruel: uma estante linda, cheia de jogos ou uma biblioteca imensa a apenas dois cliques de distância?

autor Rafael "Tchulanguero" Paes   datahora 18/04/2014 às 12:39:37   tagarelices 23

Oh dúvida cruel: uma estante linda, cheia de jogos ou uma biblioteca imensa a apenas dois cliques de distância?


Depois de semanas de espera, finalmente o carteiro entregou o tão aguardado pacote. Você abre o embrulho com pressa, e logo tem o primeiro vislumbre daquela capa bonita e brilhante. Mas ainda tem um maldito plástico, aquele que te impede de tocar diretamente o pequeno amontoado de felicidade formado de papel e acrílico... só que é tão bom quando você finalmente consegue rasgá-lo! Ah, agora sim, tudo está lá: a caixa, o disco e o... hey! Cadê o meu manual?

Pois é kambada, infelizmente, as empresas estão cada vez mais querendo que não compremos mais os nossos jogos em caixinhas. Salvo as edições especiais, raramente um jogo hoje em dia vem com algo além do próprio disco e um papelzinho vagabundo dizendo onde você pode baixar o manual em formato PDF. Não duvido nada que logo aconteça algo semelhante ao que aconteceu com os computadores, onde você compra um jogo e dentro da caixa ao invés do disco, tenha um código para download. Sim meus caros, o futuro é digital. E por mais triste que isso possa parecer, não há dúvidas do quão prático é comprar os seus jogos nesse novo formato, ainda mais nesta geração, em que TODAS as plataformas permitem que você faça isso. Não precisa sair de casa, não precisa esperar meses para o seu jogo chegar, não precisa rezar para o fiscal da receita ignorar o seu embrulho, não precisa de nada disso: você paga, baixa e joga. Por outro lado, uma maluquice qualquer no servidor ou até mesmo uma decisão judicial e kabum! Já era o seu joguinho. E o pior, adeus aquele cheirinho de manual recém tirado da caixa.

Mas como o futuro é inevitável, chega de conversa, o que nós queremos saber é o seguinte: você já está preparado para um futuro 100% digital? Como você compra os seus jogos? O Steam domina a sua vida? O seu videogame tem um HD grande o suficiente? Sua internet é boa o bastante para baixar um Blu-Ray? Com a palavra, os analógicos!

João Roberto
Professor João Roberto

Se eu estou preparado para um futuro 100% digital? A reposta é... não.

Eu entendo tudo o que está acontecendo, a evolução, massificação da Internet e até a intenção das produtoras de baixar os custos de produção, distribuição e por ai vai, mas... sempre tem o "mas".

Eu sou das antigas, do tipo que juntava a graninha no fim do mês para poder comprar um jogo pirata, e agora que a situação melhorou um pouco e eu posso comprar jogos originais e mais "recentes", eu quero sentir essa sensação descrita no texto inicial, a de abrir a embalagem, segurar o disco procurando alguma imperfeição ou vislumbrar meu reflexo no mesmo. Reflexo de alegria, é claro. Mas, com os aparelhos exigindo cada vez mais a Internet para poder jogar, é natural que essa mudança chegue e seja permanente. Triste para mim, que sou sinestésico e não gosto de apenas ver uma pasta no computador ou um ícone na tela da TV.

Quanto ao manual... bem, vez ou outra eu gosto de pegar os jogos antigos de Snes ou Mega Drive para relembrar épocas em que eu apenas queria jogá-los e é impossível não folhear o manual, ler pela enésima vez aquelas linhas (ou apenas olhar, no caso de manuais japoneses), e eu senti muito a falta disso logo que comprei meu PS3 e o jogo Duke Nukem Forever e exclamei: "Mas que droga é essa? Cadê o manual?". Eu estava na rua e queria ver alguma coisa antes de chegar em casa e tudo o que encontrei foi um papel qualquer sobre um DLC do mesmo. Agora, triste mesmo foi God of War Saga. Na capa do jogo está escrito que contém 5 games: God of War 1, 2 e 3, mais os jogos para PSP, Chains of Olympus e Ghost of Sparta. Qual foi a minha surpresa quando vi que os jogos de PSP eram para download? "Que saco! Que M...!". É, você entendeu. E mais, o tempo que eu tinha para baixar o arquivo havia expirado, então eu estava com os jogos dentro do meu PS3, mas eles simplesmente não rodavam. Que saco isso...

Eu sei que outros já passaram por isso e até coisas piores. Isso sem falar nos extras baixáveis, compráveis e tudo o mais. Como já mencionei, eu sou de outra época, uma época em que a gente desbloqueava os extras zerando o game, mas hoje não é mais assim. Ainda existem alguns desbloqueáveis grátis, mas outros não.

Mas no meio de tudo isso - jogos para download, manuais inexistentes e tudo o mais - eu acho que no futuro vou sentir falta do manual impresso e da caixinha na estante...

SucodelarAngela
SucodelarAngela

Primeiramente, eu sou uma cheiradora assumida. Amo o prazer orgásmico de receber meu joguinho em mídia física, tirar aquele plástico escroto de tão difícil de tirar, cheirar a caixa por fora, cheirar a caixa por dentro, ver a arte do disco, e até o cheirinho do quase extinto manual. Então, sendo curta e grossa com minha resposta à primeira pergunta: não mesmo!

Eu faço questão de comprar meus jogos em mídia física sempre que possível. Os jogos que tenho de forma digital são aqueles que só saíram via download, como o Assassin’s Creed III Liberation HD, Rain e I Am Alive, por exemplo. Ou ainda os jogos piratinhas de Wii que tenho gravados no HD (manter dois videogames com jogos originais é difícil). Mas se o jogo existe em mídia física, essa é a prioridade. Estou querendo muito o Mass Effect Trilogy, mas ainda não o encontrei, está esgotado em vários lugares e até cogitei comprar logo o primeiro pela PSN e os outros dois depois, mas não me animo. The Walking Dead: The Game eu comprei o blu-ray com os cinco episódios da primeira temporada e ainda não comprei nenhum episódio da segunda - estou esperando sair em mídia física também...

Fiz uma conta no Steam, mas nem sequer lembro minha senha. Não gosto de jogar no PC, acho desconfortável e, na minha cabeça maluca, PC não é pra jogar... a única coisa que tenho jogado no PC é Scribblenauts Unlimited, que baixei pela internet, pois não vejo sentido em comprar jogos para PC. E mesmo se eu gostasse de jogar no PC, eu provavelmente faria como na época da escola, em que eu ia na banquinha do Seu Fulano e comprava um jogo de PC por 5 reais, até porque minha internet não permitia que eu baixasse quase nada. Hoje em dia os serviços de internet são todos muito ruins, instáveis e caros. Pra você baixar um jogo de um Blu-Ray demoraria semanas e eu simplesmente não tenho saco pra isso (nem espaço no meu HD). Se for pra esperar, prefiro esperar os Correios...

Somari
Somari

"Pressione X para dar porrada", "pressione A para pular", "pressione pause para pausar", "pressione o botão de ligar o vídeo game para ligar o vídeo game". Vocês já repararam que agora o manual do jogo vem todo em forma de tutorial? Pois é...

Eu, sinceramente, sou muito fã de manuais. Aliás, é um dos fatores determinantes na hora de comprar um jogo usado para mim. Mas afinal, o que vem no manual!? Basicamente, tudo o que se tem nos chamados tutoriais hoje em dia. Lá você vai ver coisas como desde se inserir o cartucho/disco corretamente no console, passando pelos botões e o que eles fazem a até uma descrição rápida das fases, personagens e até mesmo algumas dicas. Ou seja, os manuais são realmente úteis. E naquela época quase ninguém lia os manuais, portanto se aprendia a jogar tudo na raça. Hoje, somos praticamente obrigados a "ler o manual", em forma de tutorial, e caso você queira, pode baixar uma versão em PDF do site oficial, o que eu acho um saco. Portanto, você, da nova geração, cheire a tela da TV na hora do tutorial, mas nunca terá o mesmo prazer de cheirar um manual.

Por conta dessa nova onda de economizar papel e tudo mais, as empresas estão limitando seus "manuais" a folhetos explicativos ou um código para alguma coisa. Isso é triste, muito triste. Mas claro, ainda há empresas que mesmo assim fazem belas artes ou algo bem colorido e bonito com esses manuais.

Sobre o futuro, que é inevitável, fico um pouco triste de saber que os jogos tendem a ir para o lado da distribuição digital. É duro ter de admitir que daqui há uns anos as box arts lindas vão perecer, tal como os manuais hoje em dia. Por mais que seja cômodo, barato e rápido, não acho que isso substitua o prazer de se ostentar aquela caixa daquele jogo na sua prateleira.

No fim, vai ser triste quando isso acontecer de vez, mas até lá, vamos aproveitar os blu-rays enquanto pudermos.

Tchulanguero
Tchulanguero

Essa é fácil, não preciso nem pensar: a resposta é não! Aliás, eu acho que vou morrer e ainda não me habituarei completamente a simplesmente não ter os meus jogos mais fisicamente. Eu adoro quando recebo aquele embrulho, toda a sensação de abrir um jogo novo, mesmo que não seja literalmente novo, é algo mágico. Não é atoa que minha esposa diz que eu pareço uma criança quando estou abrindo um. E quando rola aquele namoro com a coleção? Quantas vezes eu não me pego olhando para as caixinhas e cartuchos, observando os jogos que tenho e lembrando um pouquinho de cada um enquanto os olhos percorrem os títulos. Ler manual então nem se fala, mesmo eu não sendo aquele tipo de colecionador chato, que só compra jogos usados se estiverem com a caixa de papelão original e o dito manual, alguns títulos eu fiz questão de ter completos. Por exemplo, eu cheguei a comprar dois Metroid Prime 3 só por conta disso, um pelo manual e outro pelas melhores condições do DVD. Claro que depois eu me desfiz de um, rzs. Eu sei que boa parte de todo esse meu discurso é totalmente passional, mas hey, eu sou um ser humano comum, e seres humanos são isso, animais movidos por sentimentos.

Agora, nessa geração as coisas andam complicadas. Quando comprei o meu Wii U, eu relevei o fato do New Super Mario Bros. U não ter vindo com manual, até por ser um jogo que acompanhava o console. Mas quando eu peguei o meu Wind Waker HD, que é um jogo que eu dispensei o bundle justamente por não vir com a versão física, e eu abri aquela caixa linda e dourada, que decepcionante foi... só um folhetinho xexelento dizendo como consultar o manual digital dentro do próprio jogo. E então vem a questão dos preços: no Brasil, um lançamento não sai por menos de R$ 180,00 na maioria das lojas e importar está cada vez mais complicado, com o dólar nas alturas e a receita cada vez fechando mais o cerco. Sério, faz muito tempo que eu não compro nada de fora, nem jogo. Existem alguns outros casos em que eu acabo meio que sendo obrigado a apelar para o Steam, mesmo não gostando de jogar no PC, como é o caso de Fallout 3 ou dos dois primeiros Mass Effect, uma vez que eu não tenho um PS3 ou Xbox 360 e nem perspectiva de comprar nenhum dos dois no momento.

As vezes fico pensando se não vale mais a pena investir em um HD pro meu Wii U e passar a comprar tudo na eShop, afinal, mesmo com o preço do dólar, pelo menos eu só terei o trabalho de baix... a esquece, imaginem fazer o download dos 11Gb de Donkey Kong Country Returns: Tropical Freeze com um modem 3G a 128Kb de velocidade?

Pensando bem, acho que a minha coleção ainda merece um esforço, posso demorar para encontrar um bom preço ou aquele jogo antigo que tanto quero, mas nada melhor que passear os dedos por entre as caixas e simplesmente pegar um deles, colocar no videogame e começar a se divertir. Foi mal futuro digital, mas aqui em casa você ainda é só futuro mesmo.

---

E você, já se acostumou a ter todos os seus jogos em uma conta digital, ou não consegue se desfazer daquela estante bonita, recheada de jogos? Não precisa ficar acanhado não, puxe um banquinho, pegue sua cerveja e deixe a sua tagarelice.

PS: Não deixem de sugerir novos temas para as butecadas, mandem um e-mail para butecada@vaojogar.com.br com as suas sugestões ;D

Compartilhe

Pin it


Leia também...



23 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de leandro (leon belmont) the devil summoner
    leandro (leon belmont) the devil summoner
    18/04/2014 às 13:26:35   localizacao Recife-Pe
    apenas sei que desde que tenho a Steam...não vejo mais sentido em procurar jogos em lojas de games para o X360. até mesmo porque os jogos que quero muito, não tem para vender em lugar algum.

    procurei em todo o Recife Bayonetta e os primeiros Ninja Gaiden e nada! e mesmo o NG3 (o pior de todos) é só para o PS3. e quando conseguir um dia comprar o PS4 (Xone, vais a @##@#$#$!!)os jogos que quero não vai ter como comprar. pra coleção mesmo fisica, só do PS2 para trás nas lojinhas. onde o preço é mais em conta e fico muito contente a conseguir verdadeiras pérolas pro meu Saturn e meu Dreamcast arranhados.

    e os manuais estão a ponto de terminar, agora é apenas um panfleto. só os jogos da Nintendo que ainda os mantém.

    não vou dizer que a mídia fisica vai acabar HOJE. mas um dia....quando se fazia CD em jogos, revistas de games antigas falavam que os cartuchos ainda iam perdurar por muito tempo...bom, a Nintendo insistiu no N64 com isso e....bem...

    como o Somari falou, é melhor aproveitar a mídia enquanto podemos

    Responda!
  • avatar de Ricardo Niclas Lopes
    Ricardo Niclas Lopes
    18/04/2014 às 23:35:43
    "modem 3G a 128Kb de velocidade"
    cara, essa doeu na alma, já é tenso jogar com 2 Mb, imagina a tua situação

    Responda!
  • avatar de zephyrous
    zephyrous
    21/04/2014 às 21:59:18   localizacao Betim
    É um futuro triste que vem pela frente...
    respondendo as perguntas...
    No console eu não compro nada digital, nunca comprei nada no Xbox nem no Wii U.
    Minha internet é de 3 megas, da pra baixar, tendo paciência, vai,rs...
    Steam só uso quando a promoção é muito grande e é algum jogo que eu tenho vontade de jogar, mas não aquela vontade louca e tal... é mais quebra galho.

    Infelizmente a tendência é só ir piorando, eu curto o sentimento de saber que eu realmente tenho o jogo, poder pegar, emprestar, terminar e guardar, que eu fique anos sem jogar esse jogo novamente, mas se me der vontade, é só colocar no respectivo console e jogar... está acontecendo o mesmo comigo com quadrinhos, já apareceu um site vendendo digital no Brasil, e tem gente que acha legal pra kct! o futuro chegou!!! pra quem é de minas, sabe que aqui tem o Festival Internacional dos Quadrinhos... vai lá pegar autografo de desenhista no tablet...

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    22/04/2014 às 11:58:36   localizacao Vespasiano - MG
    @leandro (leon belmont) the devil summoner

    Cara, como eu disse, nem a Nintendo mais coloca manual nos seus jogos :(

    @Ricardo Niclas Lopes

    Pois é. Minha sorte que a Nintendo faz umas macumbas violentas nos consoles dela e eu ainda consigo jogar alguns jogos. Mas estou pra mudar essa situação, rzs.

    @zephyrous

    Cara, não sei se te falei isso... mas eu acho que te vi de longe no último FIQ, rzs.

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    22/04/2014 às 12:52:43   localizacao São Luís - MA
    @Leandro Belmont

    Já tem bastante jogo de PS3 que tb já está ficando difícil de encontrar por aí e minha saída vai ser a famigerada mídia digital...
    Quanto aos manuais da Nintendo, só coisa de primeira!
    @Ricardo Niclas Lopes

    Jogar no modem 3G é só para os fortes, huahuahua

    @Zephyrous

    Eu fico pensando também que jogo digital também depende de servidor. E quando não houverem mais servidores pra determinado jogo? Como fica? Sei lá, pra mim é um futuro muito obscuro.

    Responda!
  • avatar de Sekto
    Sekto
    22/04/2014 às 14:01:05   localizacao São Luís-MA
    Nem se eu tivesse dinheiro sobrando não entraria nesse "futuro".
    Essa de digitalizar pra reduzir custos é uma história frajuta.
    Não vejo diferença no preço,por exemplo, de meus Splinter Cell, o Conviction e o Blacklist, o primeiro veio com manual, historia, personagens, e outros detalhes, sendo ainda dois manuais(tinha um francês em também).
    Já esse blacklist veio só com uma besteirinha e pra apelar mais ainda eles já estão utilizando o verso da capa do jogo...
    É amigos, é hora de dar adeus às emoções.
    Não compro nada digital, acho que já deu pra perceber. Pra mim depender de internet(uma coisa que você não pode controlar) pra jogar vai contra os fundamentos da diversão.

    Responda!
  • avatar de renato
    renato
    23/04/2014 às 10:37:49   localizacao Carnaubais RN
    Ano passado comecei a colecionar games,montei umas listas e fui em busca dos jogos que fizeram a minha alegria nos tempos de criança. O curioso nisso tudo, foi que eu só pude descobrir o prazer de ter um jogo original após ser obrigado a comprar um PS3 bloqueado pra poder jogar God of War 3.Quando senti o cheirinho do plástico,manuais e disco, não resisti.Ainda tem muito jogo antigo que não tenho,mas ai eu penso, e quando não existirem mais as mídias físicas, o que eu vou colecionar, pastas no computador?!? E só pra me manter firme com a minha oposição a esse tipo de "evolução",acabo de receber mais um game,isso mesmo,no exato momento que vos escrevo, chegou mais um membro da família. Abraço a todos do Vão Jogar e continuem assim, sempre debatendo temas interessantes como este.

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    23/04/2014 às 13:49:37   localizacao São Luís - MA
    @Sekto

    Eu tb não suporto essas versões digitais... tava vendo essa semana o novo jogo do Spider pra PS4, digital, 250 reais! Baixo custo uma ova!

    @Renato

    Obrigada pela visita, apareça sempre! Nós agradecemos!
    Voltando ao tema: você citou algo muito importante pra quem curte mídia física - nós também somos colecionadores. E colecionar pastas no PC é muito nonsense... triste futuro.

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    24/04/2014 às 00:23:26   localizacao Vespasiano - MG
    @Todos

    A questão da mídia digital nunca foi diminuir custos, afinal troca-se a logística por servidores. No fundo o que as desenvolvedoras gostam é que esta é uma forma de controlar melhor os nossos jogos, seja para combater a pirataria, seja para coibir o comércio de usados.

    Responda!
  • avatar de Rafael Alencar
    Rafael Alencar
    24/04/2014 às 13:38:31   localizacao Fortaleza - CE
    Meu jovem, se eu estivesse esbanjando dinheiro com certeza eu estaria preparado pra qualquer coisa! =D

    Mas o fato é que mesmo sendo mais caro eu prefiro jogo em mídia física (contradizendo um pouco o que eu disse anteriormente porque eu não esbanjo dinheiro.. ainda.. ^^).

    Dentro da minha realidade eu consigo juntar dinheiro necessário para comprar um jogo em mídia física ao ponto de não acumular muitos jogos, principalmente porque não tenho tanto tempo disponível pra gastar com videogames como eu gostaria de ter, então no final das contas acaba sendo como juntar o útil com o agradável.

    Em relação às mídias em si não tenho muito o que dizer, ambos possuem vantagens e desvantagens como foram citadas pelos próprios escritores. A questão é que eu gosto (e muito) de ter as caixinhas e manuais (quando possuem) guardadinhos e bem organizados. Coisa pessoal mesmo.

    Responda!
  • avatar de Destruidor
    Destruidor
    24/04/2014 às 15:53:21   localizacao Inferno
    Vamos ser sinceros midia fisica vai sumir do mapa eu adorava as caixinhas até perceber que estava juntando um monte de tralha, termino um jogo soco na estante para pegar pó e nunca mais jogo só fica na lembrança mesmo entao jogo é um consumo terminou ja era e mesmo se quiser jogar de novo isso e possivel tambem no PC ,midia fisica ocupa um baita espaço,estraga com o tempo e ainda corre o risco de danificar e tem que ter todo um cuidado etc. consoles estão ficando mais complicados e caros que o PC consoles exigem instalação, conexão online etc. e ainda temos a pirataria e a comunidade gamer para manter o PC uma comunidade eterna e retrocompativel, mesmo que o steam exploda e suma todos os jogos da terra e so recorrer a um crack e tudo perfeito, conforme os computadores evoluem e ficam cada vez mais poderosos temos até a opção de maquinas virtuais para jogar jogos muito antigos tive que recorrer a isto por exemplo ocm need for speed que so rodava em windows 95, enfim sempre tem programadores,hackers e afins que mantem e preservam a historia dos jogos no PC ocmo algo imortal, voce tambem nao sofre com o avançao da tecnologia com os emuladores e aplicaçoes graficas que deixam os jogos melhores em resoluçoes e tvs maiores, tente por exemplo jogar um ps2 na LCD para ver a imagem horrenda. enfim eu era um baita fã de midia fisica ate cair na real que PC so tem vantagens a unica coisa que vou sentir falta é das caixinhas embelezando a estante, porque no PC os jogos são preço de banana e o dinheiro que economizo com jogos maximizo minha experiencia com compra de acessorios (leia se home theater,controles,placas de video etc) isto me faz ter nao so um console definitivo como um centro multimidia universal

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    24/04/2014 às 23:11:48   localizacao Vespasiano - MG
    @Rafael Alencar

    Para de se fazer de humilde e esconder o jogo Xará, hwa hwa hwa.

    @Destruidor

    Isso que falou é altamente discutível. Não vou entrar no mérito do que é melhor, pois isso é puramente pessoal, mas o PC também não é a coisa mais prática do mundo para jogos. Além das constantes atualizações de hardware que se tem que fazer para manter os jogos rodando no máximo, só o ato de baixar, instalar e configurar "N" coisas para fazer um jogo funcionar, já mata a teorica vantagem nesse aspecto. Pra falar a verdade, a única vantagem que vejo mesmo é com relação aos preços aqui no Brasil, que é por pura "orelhada" do governo. Eu acho uma plataforma extremamente válida, mas vai do perfil da pessoa, no caso é o seu e não é muito o meu. Sobre o PS2 na LCD, usa um cabo vídeo componente que ajuda muito viu ;)

    Valeu pela visita.

    Responda!
  • avatar de Destruidor
    Destruidor
    25/04/2014 às 11:50:29   localizacao Inferno
    @Rafa Tchulanguero Punk

    Sim ai é pessoal mesmo tem gente que gosta e pronto mesmo que seja "pior" tecnicamente assim como ha quem gosta de coca cola e Dolly cola (hahaha). mas ai é um ponto que quero chegar antes realmente era o caos deixar algo funcionando no PC, principalmente pela falta de suporte das produtoras, mas hoje bizarramente os ocnsoles estão perdendo praticidade e acredito que até a liberdade na proxima Geração, hoje nao é so colocar o blu ray no ocnsole e jogar, pega gran turismo 5 por exemplo alem de levar varios minutos para instalar (igual no PC) tem varios GB de atualização para o jogo rodar descentemente e o online e para fazer isso pode levar varios dias dependendo da conexao pois a rede PSN e bem lerda, sabe é uma frustração antes de jogar, se voce pegar o Steam por exemplo normalmente ja fazem tudo com um clique mexer em configuraçoes e opcional,ja deixa configurado de acordo com sua placa isso é uma liberdade de escolha,sobre atualizaçoes de hardware isso tambem tem nos ocnsoles (firmware) voce nem precisa ter placa potente e ficar trocando a cada 6 meses como diz a lenda, com qualquer placa mais antiga voce roda jogos atuais igual a consoles nos 30 FPS todos os jogos sao feitos apartir do PC onde são "nativos" , nao sou defensor do PC mas o que percebo é que ainda ha todo um mito de que PC é complicado e caro isso ja é passado, voce pdoe ate gastar 2k em uma placa foda (o preço de um ps4) porem na hora dos jogos é que manda a diferença pagar 200 em um lançamento ou metade do preço no steam? sendo que daqui uns 3 meses 75% de desconto e os jogos ficam na faixa de 20 reais coisa quen unca se consegue nem na psn/live digital. tambem tem o pessoal que diz que nao é a mesma coisa eu nao entendo.. basta conectar o controle e pronto voce tem uma tela e um controle exatamente como no console é praticamente a mesma experiencia. ha e sobre o PS2 eu tenho com componente mas nada salva uma resolução 480p.. porem se voce emular (neste ponto concordo ser um pouco mais complicado configurar)obtem resultados melhores até que a geração passada ficando uma coisa linda e fluida de se jogar, as empresas ficam relançando coletaneas HD sendo que é simplesmente o mesmo jogo com aplicação de filtros igual um emulador, por este motivo o PC tambem te livra desta mafia pois é sempre retrocompativel diferente dos consoles

    é isso ai, achei esse blog sem querer no google pesquisando por este tema por uma data recente pois gosto bastante de ler a opinião das pessoas e tambem postar a minha, espero que traga assuntos interessantes como este para poder acompanhar

    flw

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    25/04/2014 às 12:37:40   localizacao Vespasiano - MG
    @Destruidor

    Sim, nesse ponto eu concordo, os consoles estão ficando burocráticos demais, mas isso não torna os computadores mais práticos, apenas ambos chatos. Porém no meu caso, como eu fui de Nintendo na geração passada e estou novamente nessa, ainda simplesmente pego os meus DVDs/Blu-Rays, coloco no console e começo a jogar, e dessa praticidade eu não abro mão.

    Sobre trocar a placa de vídeo, como eu disse, é no caso de quem quer manter gráficos no máximo, que é a alegada superioridade dos PCs sobre consoles, mas realmente uma boa placa dura bem mais do que isso, ainda que menos do que uma geração inteira.

    Sobre ser igual, realmente não é. Tudo bem que meu PC não é parâmetro por ser antigo, mas se eu quiser jogar igual nos consoles, terei que comprar um controle ou arrumar um programa que aceite os controles que tenho, configurar no jogo (se ele aceitar aquele controle) e fora que se quiser jogar largado no sofá e ver tudo na televisão, envolve toda a logística de cabos e mover o gabinete de lugar. Dá para fazer? Dá, mas eu já não tenho mais paciência para esse malabarismo todo.

    Agora, me explica essa mágica do Steam configurar tudo, porque o meu não faz nada disso, tanto no Windows quanto no Linux, rzs.

    Hwa hwa hwa, eu falei o lance do vídeo componente mais de zuera... embora sinceramente, eu não me importo muito com resoluções.

    No mais cara, fique a vontade para expor sua opinião sempre, eu adoro discutir qualquer tipo de assunto relacionado a jogos :D

    Abraço!

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    25/04/2014 às 12:46:14   localizacao São Luís - MA
    @Destruidor @Tchulanguero

    Concordo com ambos em vários pontos de vista, mas o meu problema com jogar no PC é mais uma questão de gosto mesmo. Quando eu não tinha consoles eu jogava de boas no PC, mas apenas por falta de opção. Hoje em dia evito ao máximo jogar no PC, eu o vejo mais como uma ferramenta de trabalho e interação social do que como fonte de jogos.
    Em relação a configurações e tudo o mais, os gráficos são bem melhores no PC, mas isso não é tão importante pra mim. Então, nesse quesito o console ganha pontos. Já em questão de jogabilidade, tendo um joypad no PC tá tudo tranquilo... Quanto a preços, nem se compara! PC é bem mais tranquilo pra conseguir originais, e no pior dos casos, um piratinha resolve... só que eu tenho uma paixão por caixinhas de jogos com seus manuais (ou não), então uma Steam da vida não tem tanto apelo pra mim. Já em relação a instalação, os consoles já não ganham tanto: RE5 Gold Edition, por exemplo, faz uma instalação de 5Gb ao inserir o blu-ray no PS3, e isso tem sido cada vez mais comum. Infelizmente.

    Responda!
  • avatar de Willi Weiss
    Willi Weiss
    01/05/2014 às 21:21:11   localizacao Maravilha - SC
    Boa noite à todos! ;D

    Eu concordo com os butequeiros em relação à ótima sensação promovida pelo cheiro do manual e do jogo novo como um todo. Mas vou falar mais sobre o meu caso.

    Eu só vim a conhecer o que eram manuais na geração do PS2 (por incrível que pareça, sim, foi com o PS2 kkkkkk). Sempre tive fitas de SNES e Polystation já compradas soltas. No caso do SNES, algumas até originais, mas compradas soltas. Foi com a aquisição do meu primeiro jogo original com caixa e manual, Dragon Ball Z Budokai, que vim a descobrir o que eram manuais, e como é um "jogo original" de fato, com caixinha, com manual, tudo bacanudo. Após isso, ainda adquiri mais 4 jogos originais pro meu PS2.

    Mas ao mesmo tempo, a maior parte da minha coleção eram os DVDs dos jogos que eu baixava e gravava (aqui na minha cidade só tem futebol, God of War e GTA pra vender ¬¬) então, os jogos com caixinha e manual eram, sim, "a ostentação da coleção", mas não era um item que eu pudia chamar de necessidade, afinal a maioria dos meus games não eram naquele padrão e eu nem tinha como ficar adquirindo games assim com frequência.

    Com o PS3, que comprei depois, é parecido. Comecei comprando games originais, legal, bacana, adoro ter as caixinhas e manuais. Mas depois, quando desbloqueei o aparelho e passei a baixar os jogos na internet e rodá-los por um HD externo conectado ao Play, nossa, foi outra vida. Eu concordo que baixar é um saco. Mas é tão bom trocar de jogo sem ter de levantar do sofá, nossa! Hoje eu acho um saco quando vou jogar um dos originais e tem que ficar botando e tirando do videogame.

    Mas então significa que eu prefiro biblioteca digital? De maneira nenhuma. Sempre tive jogos soltos ou, no caso de agora, baixados no HD, por não ter condições de adquirir o produto original frequentemente. Mas os jogos em caixinha sempre foram o orgulho da coleção. E admito que fiquei muito decepcionado ao abrir a caixinha do The Last of Us, que comprei original, e me deparar com o disco e um folheto vagabundo (que dei a um amigo meu de presente, ele que tem o PS3 bloqueado, vai aproveitar melhor os bônus do Multiplayer pra quem comprou na pré-venda do que eu). Como se não fazer manuais pros jogos fosse destruir o mundo e acabar com as árvores. A exploração ambiental faz isso, o desmatamento faz isso, aquele monte de gente ilegal que tá lá na Amazônia e todo mundo sabe que tá lá e ninguém vai lá fazer uma limpa (pew pew pew pew) fazem isso, não os manuais dos jogos.

    A biblioteca digital é uma boa opção secundária, mas vê-la substituir o jogo em caixinha é de cair lágrimas dos olhos. Levantar a bunda do sofá pra trocar de jogo vale muito à pena quando se trata de ir buscar seu game na caixinha completa com manual que você comprou com tanto suor.

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    05/05/2014 às 23:58:30   localizacao Vespasiano - MG
    @Willi Weiss

    Deixa de ser preguiçoso rapaz, levantar um pouquinho pra trocar de jogo não mata ninguém, rzs :P

    Responda!
  • avatar de Sekto
    Sekto
    07/05/2014 às 14:26:31   localizacao São Luís-MA
    Não sei se falo besteira, mas pensando nessa de ter um biblioteca virtual de jogos, será que não corre risco de esquecer os jogos ?
    Sei lá, com minha biblioteca "fisica", quando vou arrumar sempre topo com jogos meio que esquecidos e logo separo pra jogar.
    E outra só pra afirmar minha posição hater da questão, se eu mudasse de plataforma e quisesse vender os jogos pra conseguir outros já não teria mais como né?

    @Angela
    Tava adivinhando qual seria o proximo escrito quando falou do Aranha ai em cima né? rsrsrs
    250? Nem Pensar. É preferivel esperar baixar ou até mesmo se divertir com o primeiro, pq no fim eles nem são diferente ...

    Responda!
  • avatar de Destruidor
    Destruidor
    07/05/2014 às 16:00:37   localizacao Inferno
    @ Sekto, revenda de jogos no PC ja nem faz mais sentido, nos consoles voce paga num lançamento AAA na faixa de 140 Reais sendo bem otimista, no PC na faixa de 90/100 reais.uns 3/4 meses depois os valores baixam obviamente este jogo de console que tu comprou por 140 voce vende na faixa de 80 reais em media usado, ou seja voce gastou praticamente 60 reais no jogo até ai tudo bem, mas é ai que vem a cartada no PC meses depois esse jogo ta na faixa de 20 a 30 reais que é que voce paga se tiver paciencia e ainda ocntinua com o jogo pra voce, tem jogos que custam menos de 10 reais como GTA IV por exemplo mais barato que DVD pirata de camelo, os preços baixam tanto a preço de banana que se torna ridiculo revender. alem do mais jogos digitais nao sao seus o que voce adquire é a licensa de uso

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    12/05/2014 às 19:07:06   localizacao Vespasiano - MG
    @Sekto

    Isso é mais uma questão de como a pessoa encara a sua biblioteca de jogos, mas existe um fenômeno que acontece muito com quem usa jogos piratas e também com pessoas que utilizam muito Steam: de tantos jogos que a pessoa tem, não consegue dar atenção direito para nenhum deles.

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    13/05/2014 às 13:52:27   localizacao SP
    Bom... respondendo: NEM F0#3*%0!
    Não, sério, na boa... de onde tiraram a idéia de que caixinha e manual não importam? Pra onde esse mundo tá caminhando? ARGH!
    Mas eu ainda vou me contradizer, aguardem...
    Sou exatamente como a Çaçina, PC pra mim não é para jogar, acho desconfortável e bla bla bla whiskas sache... meu negócio é console! E console lembra caixinhas, manuais e etc... maaaaaaaaaaaaaaaassss (sim, Professor, sempre tem o "mas").
    Desde que assinei a PS Plus, minha biblioteca de jogos aumentou ABSURDAMENTE. Tudo pq eles oferecem muitos jogos de graça, acho que todos vcs já sabem disso. E a parte boa é que tem vários jogos ali que eu não gastaria 1 mísero centavo pra ter (OK, eu gastei pagando o plano anual, vamos deixar isso de lado), mas tive a oportunidade de jogar. Esses eu realmente não faço questão de caixa/manual. Em contrapartida, tem alguns lá que só saíram em formato digital e eu lamento muito por isso.
    Agora jogos com só um papel com DLC gratuito é tenso.
    O que me dói é que até a Nintendo tá entrando nessa... dá vontade de chorar. É a vida...
    E tutorial "in game" também é chato pra cacildis, bem lembrado, Somari!
    E tem mais: Colecionador jogos digitais é um termo que pra mim não existe.
    Chega, vou lá chorar no cantinho...

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    14/05/2014 às 00:10:17   localizacao Vespasiano - MG
    @Gamer Caduco

    Esse exemplo que você deu da Plus exemplifica o que eu falo: caixinha tem valor nostálgico e de coleção, eu adoro e não vivo sem, mas essa porcaria do digital é inegavelmente prática, rzs.

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    14/05/2014 às 13:30:52   localizacao São Luís - MA
    @Willi Weiss

    Eu só fui conhecer jogos originais com manuais quando comprei meu PS3! E como me arrependo de não ter tido nenhum original antes, mas eu simplesmente não tinha escolha: era criança/adolescente e não tinha grana, dependia dos outros. =T

    E até hoje não é fácil, a grana nem sempre dá, então eu tenho o *tape os ouvidos, Tchula* Wii desbloqueado pra rodar jogos baixados da internet *pode voltar a ouvir, Tchula*, porque não dá pra ficar só nos originais sempre, mas aí acontece o que o @Tchulanguero falou: você fica com tantos jogos que não consegue terminar tudo, acumula. Enfim, ainda assim, quando curto muito o jogo pro Wii, eu pego o original, como aconteceu com Mario Kart, RE0 e RE remake.

    Eu acho bacana o convívio da mídia digital com a física, mas a substituição é que dói no ♥.

    @Sekto

    Eu tenho esse dom meio louco da premonição, huahuahua. Pergunte lá na Alvanista pro @u3marcos!

    Quanto aos preços, não pagaria 250 nem a pau... mas minhas esperanças melhoraram, visto que já achei inFamous: Second Son a 167 dilmas, o que é um bom sinal.

    @Destruidor

    No PC eu pego jogos "de grátis" na locadora do Paulo Coelho, hehehe

    @Caduco

    É o que o @Tchula falou, again... você acaba tendo tanto jogo que não da conta de tudo. Eu nunca me animei com a Plus, e esse é um dos motivos. O segundo é que os jogos "de graça" deles são uma forma de aluguel, apenas. E eu quero ter o jogo para todo o sempre, amém.

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.§61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé