logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! Papo LivreCampus Party MG 2016

Como foi a primeira edição da Campus Party MG

Um resumo da edição mineira do famoso evento de ciência, tecnologia e inovação, pela primeira vez em Minas Gerais.

autor Rafael "Tchulanguero" Paes   datahora 15/11/2016 às 00:04:21   tagarelices 3

Um resumo da edição mineira do famoso evento de ciência, tecnologia e inovação, pela primeira vez em Minas Gerais.


Quando falamos de eventos de tecnologia aqui no Brasil, sejam eles envolvendo ou não videogames, já é comum pensarmos em São Paulo em primeiro lugar. Mesmo eventos como a Brasil Game Show, que se iniciou no Rio de Janeiro, acabam adotando a capital paulista como casa devido ao seu grande potencial tecnológico e de negócios. Mas ainda sim sempre me soou meio estranho Belo Horizonte, que embora menor ainda sim é uma grande capital do sudeste, não tenha o costume de receber grandes eventos nesta área, ao menos não destinados ao grande público. Pois esse ano o primeiro passo para a mudança desse cenário veio com a chegada da Campus Party à capital mineira, a terceira no país ao receber o evento, logo atrás de São Paulo e Recife, que ocorreu entre os dias 09 à 13 deste mês.

Público: meninas jogando Street Fighter V
O público feminino também compareceu em grande número, além de termos diversas palestrantes falando sobre os mais variados assuntos, inclusive jogos.

Embora não seja um evento voltado especificamente para jogos, não havia um só momento em que eles não estivessem presentes de alguma forma ao longo de toda área destinada aos campuseiros dentro do Expominas. Seja nas competições entre os grupos que ligavam os seus computadores em rede para jogar algum FPS ou MOBA de sua preferencia, ou nas estações que ofereciam os mais diversos jogos ao público, como Just Dance 2017 e Street Fighter V, sempre havia alguém jogando algo. Aliás, não somente jogando, mas também desenvolvendo, através de diversos workshops ministrados e até mesmo uma game jam que aconteceu por lá.

No que concerne às apresentações, o palco "Criatividade e Entretenimento" recebeu diversos palestrantes que falaram sobre jogos em suas mais diversas facetas, alguns dos quais eu mostrei por aqui ao longo dos últimos dias. Infelizmente não foi possível acompanhar todos por conta dos horários, em especial um sobre mulheres que jogam, mas o mais interessante é que muitos deles eram pessoas da região, mostrando que o cenário mineiro de desenvolvimento de jogos independentes já possui uma cara e que existem pessoas sobrevivendo disto, ainda que as dificuldades sejam imensas. O público também estava muito animado, em especial quando algum desenvolvedor estava fazendo a apresentação, e não exitavam em fazer as mais diversas perguntas, alimentando a curiosidade sobre o que é necessário para começar a desenvolver o próprio jogo. E ainda no palco principal tivemos uma dupla de palestrantes internacionais, Daniel Matros e Tim Kjell, que falaram bastante sobre a suas experiências gerenciando uma das melhores equipes de e-sports do mundo.

Tim Kjell e Daniel Matros
Além de figuras do mundo dos jogos como Tim Kjell e Daniel Matros, o evento ainda contou com outras figuras amplamente conhecidas em suas áreas de atuação, como a astrofísica Thaisa Bergmann e o rockstar Bruce Dickinson.

Por falar em público, embora tenha sido um evento bem menor do que as outras edições do país e com sobra de ingressos, não dá para dizer que o movimento foi pequeno, ao menos para os padrões da capital mineira. Ainda que não tenha acontecido uma divulgação muito extensa, eu mesmo só fiquei sabendo poucas semanas antes, pessoas de vários lugares do país vieram prestigiar a edição, que já está garantida novamente para o ano que vem, entre os dias 01 a 06 de Novembro de 2017.

Mas nem tudo foi perfeito por parte da organização. Talvez o ponto mais problemático de todos foi a questão da internet, ao menos quando se fala de Wi-Fi. Em todas as mesas existiam pontos de rede com internet de alta velocidade, mas se você precisasse de usar algo no seu celular, era melhor recorrer ao seu pacote de dados, pois a rede sem fio além de raramente permitir conexão, entregava velocidades impraticáveis. Para um evento que respira tecnologia e tem como pontos de destaque justamente a entrega de uma internet de alta velocidade, foi uma grande decepção esta falha. Também me estranhou o discurso por parte dos organizadores de que a única coisa da qual eles eram terminantemente contra em termo de uso da rede era o acesso a pedofilia. Ficou a impressão que basicamente para qualquer outra coisa, seja pirataria ou algum roubo de dados alheio, eles fariam vista grossa.

Jogador de LOL
Ao longo dos dias também ocorreu um campeonato de League of Legends.

O evento ocorreu dentro da FINIT (Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia), que foi mais focado em empreendedorismo com rodadas de negócios para startups, além da exposição de diversos projetos estudantis. Como tudo ocorreu com apoio do governo do estado, inevitavelmente existia um viés promocional muito forte das ações do governo durante todo o evento. Mas o que realmente me incomodou em termos de discurso foi o tom meritocrático da maior parte das apresentações, muito direcionada a um público mais jovem, naquela pegada de que você deve se esforçar ao máximo no trabalho e estudos abdicando de todo o seu tempo livre, para só assim conseguir ser alguém na vida. "Crianças", seja para desenvolver o seu jogo ou qualquer outra coisa, esforço é necessário sim, mas não se matem por isso, lazer e descanso são tão necessários quanto arroz e feijão. Aliás, falando em comida, se alimentar dentro do Expominas não era algo muito prazeroso, seja pelas poucas opções ou pelos preços pelas quais eram oferecidas.

Para uma primeira vez o saldo do evento foi positivo ainda que sejam necessários ajustes, começando a criar uma tradição na cidade para este tipo de coisa. O que espero é que isso possa abrir as portas para outras iniciativas semelhantes, assim como fomentar mais o mercado de tecnologia, incluindo o de desenvolvimento de jogos, na capital. Em 2017 além da segunda edição da Campus Party, ainda teremos a segunda edição do Minas Games Festival, que já foi anunciado como sendo um evento bienal, além de iniciativas como o MIND (Mostra Mineira Indie), onde os desenvolvedores locais se reúnem algumas vezes ao longo do ano para apresentar os seus projetos.

* Revisado em 21/09/2017 às 19:17:43

Compartilhe

Pin it


Leia também...



3 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de Ulisses 8Bits
    Ulisses 8Bits
    15/11/2016 às 01:33:30   localizacao Curitiba
    Essa coisa da tal meritocracia acima de tudo é um absurdo. Um país com abismos sociais como o nosso, com um racismo latente em todo lugar, para atrapalhar parte da população, e racismo existe sim! O termo mérito deve ser usado com muito cuidado. É claro que o trabalho duro em determinada função pode levar a excelência, o mérito deve ser premiado com certeza, mas o descanso também faz parte do treino. Isso é claro, somos humanos não máquinas. Se as palestras tiveram essa pegada eu também ficaria um pouco incomodado.

    Sobre a presença das mulheres, eu tenho a impressão que a presença em eventos como a Campus Party, é devido as namoradas de jogadores que os acompanham. Claro que tem garotas que comparecem pelos jogos e são jogadoras, mas tem também aquela turma que está presente apenas para curtir o evento com o namorado (jogador). Acho difícil que isto ocorra no sentido inverso. A palestra mulheres que jogam é prova disso, se elas fossem em igual número não viraria notícia ou motivo de palestra, pois seria algo normal.

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      15/11/2016 às 01:40:25   localizacao Vespasiano - MG
      Mas é algo normal mulheres jogarem, e é justamente para a desconstrução desse mito que o assunto é destacado aqui e em outros lugares.
    • avatar de Minquis
      Minquis
      24/11/2016 às 11:35:27   localizacao Belo Horizonte
      Aqui é realmente um espaço fantástico aonde apesar de sermos todos jogadores os assuntos aqui conversados não ficam presos só a este campo.
      E isto é extraordinário pois não enxergar e toda capacidade cultural, artística e intelectual que existem por trás dos games e da indústria de jogos eletrônicos e simplesmente jogar por jogar é se tornar mais um alienado do tipo que ajudou a construir esta fama que games tem perante a sociedade.
      Este "debate", papo de boteco que rola aqui entre os administradores e inscritos é muito produtivo e serve para enfatizar isto que eu acabei de citar. Mesmo que as vezes haja um conflito de opiniões.

      E se falando em conflito de opiniões queria deixar uma mensagem aqui:
      Realmente existe um abismo social no nosso país, isto é lamentável, triste e deve ser combatido por todos nós que tivermos condição, programas sociais devem ser criados para mudar esta situação e não apenas para servir de muleta para os pobres e minorias, mas no fim tudo o maior fator transformador neste ponto social sempre será a caridade com o próximo, o amor ao irmão, até porque qualquer pessoa que se considera Cristão recebeu este mandamento de Jesus.
      Isto soa como utopia mas deveria soar pois somos um país em que em sua maioria se declara Cristão. Mas isto ainda parece estar distante pois a grande massa vive crendo isto é uma obrigação do governo e não uma dever individual. Mas governo nenhum jamais terá mais poder do que a sua população se a mesma estiver unida e trabalhando por um propósito.
      E quando falamos deste abismo social que existe, nós não podemos afirmar com convicção que ele esteja ligado simplesmente aos fatores de sexualidade, raça, religião, etc. Os fatores que criam este abismo são estritamente financeiros.
      Não é possível afirmar que todo afrodescendente é pobre porque ele afrodescendente até porque existem pessoas de cor que são bem sucedidas.
      Bom e antes de se falar de dívida histórica, sendo que ela realmente existiu e isto é inegável, é preciso lembrar novamente do exemplo acima em que se pode usar um dos princípios do raciocínio lógico matemático para provar isto.
      Na proposição "todos afrodescendentes são pobres" sua negação de acordo com a lógica é a seguinte "pelo menos um afrodescendente não é pobre".
      Logo todo este argumento de que a dívida histórica possa existir até os dia de hoje deve ser melhor analisado e este é o por que deu estar aqui compartilhando minha visão com vocês meus caros amigos jogadores.

      Antes de mais nada eu quero deixar claro que eu acredito em Deus e creio no Senhor Jesus como meu salvador. Sei que muitos não acreditam mas isto não abala o tema que eu quero tratar aqui e é o motivo deu estar escrevendo. A tal falada meritocracia. E na minha fé não acreditar na meritocracia é o mesmo que acreditar que Deus não é justo. Apesar da salvação de acordo com a Bíblia só poder ser alcançada através da graça pelo sacrifício de Jesus na cruz aqui neste mundo nós colheremos o fruto do nosso trabalho.

      Meritocracia ultimamente esta sendo tratada como antônimo de justiça e isto não esta certo, pois independente da raça, religião, sexo ou condição social a meritocracia sempre premiara aquele que se esforçar mais.
      Não há como negar que se uma pessoa do ultimo ponto do abismo social se esforçar e lutar com todas as forças ela ira vencer aquele que está nas montanhas das condições sociais pois assim é a meritocracia. Você podo ser de classe media alta mas se você não se esforçar será derrotado pelo morador de periferia. Vou deixar um link motivacional para elucidar isto:

      www.hypeness.com.br/2014/07/jovem-se-torna-medico-com-ajuda-de-livros-encontrados-no-lixo/

      Palavras de Cícero da matéria:

      “Eu nunca pensei em desistir. Meus companheiros sempre foram os livros e a música clássica me dava leveza de espírito para seguir em frente. Eu pensava que se Beethoven se tornou um dos grandes compositores da história, eu também poderia me tornar um bom médico.”

      Bom este é só um exemplo de muitos que podem ser encontrados de que a luta, o esforço, as dificuldades só te deixam mais forte e se você não desistir ira alcançar sua vitória com mérito. Inclusive está a principal mensagem que jogos como da series Souls e similares nos passam.

      Agora seria hipocrisia minha simplesmente falar do assunto com demagogia sem mostras nenhum exemplo pessoa meu. Afinal meu interesse é criar afinidade e cultivar novas amizades e não criar um conflito de ideias somente por criar.

      Sou filho de pais separados, minha mãe sofre depressão eesquizofrênia, meu pai não teve sabedoria na sua juventude e gasto grande parte do fruto de seu trabalho com outras coisas.
      A vida inteira meu pai morou no lote da mãe dele e minha mãe sempre morou com a mãe dela. E apesar da minha guarda ser compartilhada no fim das contas nós sempre moramos de favor na casa de alguém.
      Essa situação sempre me incomodou muito e assim que eu me tornei um adulto responsável com as bençãos de Deus e ajuda da minha esposa decidimos mudar isto. E com muito esforço, muita dedicação, nós conseguimos adquirir nosso apartamento em 2009. Tivemos que abrir mão de lazeres, viagens, festas, video games e até selecionar o que iriamos comer, optando sempre por produtos em ofertas em vez daquilo que queriamos comer. Resultado o Ap financiado para vinte anos (não é minha casa minha vida, eu o comprei antes) está bem dizer quitado faltando meses para acabar.
      E quando eu paro e olho para este passado vejo que meu esforço foi recompensado, que a felicidade que eu alcancei com este mérito não pode ser comprava, me dada. Esta felicidade sem preço deve ser alcançada.


      Voltando ao exemplo de meu pai, ele depois que separou da minha mãe se casou de novo e constitui uma outra família no lote de minha vó. E quando eu tinha treze anos de idade meu pai me abençoou com um irmãozinho. Eu estudei a vida inteira em escola publica e meu irmão teve a oportunidade de fazer todo ensino fundamental em escola particular graças a meu pai ter se estabilizado e adquirido um pouco mais de consciência.
      Só que eu e meu irmão pelo fato de não sermos filhos da mesma mãe somos bem diferente. Eu sou branco do olho claro e meu irmão é afrodescendente. Somos filhos do mesmo pai, mas a divida histórica não existe para nós dois.
      Meu irmão através de um sistema de cotas pode alcançar uma bolsa integral em uma faculdade só que eu ele não levou os estudos a serio e os largou na alta de sua maturidade na juventude.
      Agora que eu me aliviei financeiramente com a quase quitação do meu apartamento, resolvi fazer uma faculdade, pois quando eu era jovem não me esforcei para aproveitar as oportunidades que a vida oferecia.
      Estou cursando a faculdade apesar de todo o cansaço do trabalho e estou muito feliz com isto, focado no momento da minha formatura, focado em em quem eu irei agradecer pelo meu mérito da minha vitória.
      Mas graças a Deus fui surpreendido pelo meu irmão alguns meses atrás me perguntando como eu fiz para comprar meu apartamento que ele queria comprar um também e que também irá voltar a cursar uma faculdade ano que vem. Que ele está apaixonado e quer casar.
      E vou citar George Akerlof vencedor do Prêmio Nobel de economia para estimula-los que explica que “os homens ‘sossegam’ quando casam; se fracassam para casar, não encontram o sossego”, pois “com o casamento, homens assumem novas identidades e mudam seus comportamentos”.
      O busca pelo casamento foi muito importante para mim e está sendo para meu irmão e sei que ele irá alcançar com o mérito dele as vitórias que ele busca.

      Com este exemplo meu, pessoal, quero deixar uma coisa clara com vocês a meritocracia, existe é justa e talvez o mais importante a se enxergar e eu quero que vocês abram os olhos e mentes para isto é que suas futuras gerações iram colher o fruto de seus méritos ou desméritos.
      Ou seja apesar de meus pais não terem casa própria e não terem me deixado nenhuma herança meus filhos iram ter um teto seu por causa de meu méritos.
      Eu e minha esposa temos planos de termos um filho e estamos amadurecendo a ideia adotar outro filho assim que nos formarmos e eu sei que teremos que abrir mão de muitas coisas para criarmos nossas crianças bem más é assim que se constitui um futuro para gerações seguintes.

      Grande abraço meus amigos, A sociedade não define que vai ser o vencedor ou o perdedor, as lutas, os sacrifícios valem a pena se esforcem que no final vocês colheram o fruto dos seus méritos. Jesus os abençoe.

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé