logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! EspecialMass Effect (Série)

Expandindo O Universo Mass Effect #1

Livros, comics e mais!

autor sucodelarAngela Caldas   datahora 25/09/2015 às 08:13:17   tagarelices 18

Livros, comics e mais!


Sucesso no mundo dos games, a trilogia Mass Effect possui um universo sci-fi futurista rico em detalhes, com forte essência Cosmicista, abrangendo vários campos sensíveis de geração de discussão, como política, sexualidade, escravismo e, principalmente questões morais e éticas. Todos esses aspectos influenciam de algum modo nas escolhas por parte do jogador, também afetadas pelos personagens marcantes que a saga possui. Nesse mérito, nem me refiro a Shepard, já que é uma personagem moldada de acordo com cada jogador, mas todos os outros personagens da série possuem forte personalidade e backgrounds interessantíssimos a serem explorados.

E pensando na riqueza de detalhes desse universo, os responsáveis pelo jogo criaram uma série de outras mídias que expandem ainda mais esse universo, algo como ocorre com a saga Star Wars e seus livros, quadrinhos e séries. Até agora, foram lançados quatro livros, dez séries de quadrinhos com número variado de edições, uma animação, além de ter tido a rede de notícia Cerberus Daily News, posteriormente substituída pela Alliance News Network. Isso sem contar os outros jogos existentes, como o Galaxy, Datapad e o Infiltrator (todos mobile). Colocando tudo em uma ordem cronológica, temos a seguinte lista (pode ter alguns erros, até porque essa cronologia é muito complexa):

Cronologia
Cronologia Mass Effect.

Meu objetivo com essa série de posts que pretendo fazer é falar apenas um pouco sobre cada mídia dessa, com exceção das redes de notícia (que não funcionam mais) e dos jogos mobile (porque dois são exclusivos de iOS e o outro eu ainda não peguei). Mas calma, que não vai ser tudo de uma vez! Vamos começar falando um pouco sobre o que aconteceu antes do primeiro Mass Effect, começando com...

MASS EFFECT: EVOLUTION

Edições de Mass Effect: Evolution
As quatro edições de Mass Effect: Evolution.

Uns dias atrás, um grande amigo meu finalizou a trilogia Mass Effect e me falou que uma das coisas que ele tinha sentido falta era de algo que explicasse melhor quem era o Illusive Man. Bom, se você, assim como eu e ele, também sentiu falta dessa explicação no jogo, então Evolution é o que você precisa.

Nessa série de quatro edições, temos a origem do Illusive Man quando ele ainda era conhecido como Jack Harper, e não passava de um mero mercenário rastreando patrulhas turians com seus fiéis companheiros Ben Hislop e Eva Coré (quem já jogou ME3 com certeza vai lembrar esse nome). A história se passa no ano de 2157, durante a Guerra do Primeiro Contato, que teve esse nome por ter sido a primeira vez em que os humanos tiveram contato com outra raça alienígena no espaço, no caso, os turians. E a parada fica feia para ambos os lados, mas isso é um outra história.

Voltando para o Illusive Man: após capturarem um turian chamado Desolas em uma emboscada, Jack e sua equipe são contatados pelo General Williams, que explica a Jack que ele é o único que pode descobrir o que os turians planejam. A partir daí, uma série de eventos se desencadeiam até culminar na "transformação" definitiva de Jack em Illusive Man. Aqui já somos apresentados a artefatos prothean, temos a presença de personagens ilustres, como o próprio Illusive Man e Saren, e também alguns conhecidos através de terceiros, como General Williams, pai de Ashley, sua squadmate do primeiro jogo.

MASS EFFECT - REVELAÇÃO

Saren Arterius

O primeiro livro da série é uma prequel do primeiro jogo, com um prólogo que ocorre em 2157, nove anos depois de a equipe de mineração em Marte ter desenterrado os restos de uma estação de pesquisa alienígena, algo propalado como a mais importante descoberta da história humana.

Neste prólogo, temos o foco no contra-almirante Jon Grissom, da Aliança — considerado, na sua época, o homem mais famoso da Terra e de suas três colônias interestelares —, em uma missão de recrutamento de soldados na Estação Arcturus para retomar um posto avançado da Aliança em Shanxi, com a qual haviam perdido contato e que havia sido tomada pelos, até então, desconhecidos turians. O soldado recrutado em questão é nosso velho conhecido David Edward Anderson, cheirando a leite com apenas 20 anos e recém saído do treinamento.

Daí, o livro dá um salto de 8 anos na história, quando Anderson já virou tenente do Estado-Maior e oficial executivo da SSV Hastings, e é aí que a história realmente acontece. Em 2165 (18 anos antes do primeiro jogo), uma base científica humana em Sidon é atacada e destruída. Anderson e sua equipe são designados para ir ao local e descobrir o que aconteceu, além de resgatar possíveis sobreviventes. No entanto, nenhum dos cientistas e/ou militares que trabalhavam lá foram encontrados vivos, numa típica ação de queima de arquivo. Descobre-se então que uma das funcionárias, a cientista Kahlee Sanders, havia faltado ao serviço naquele dia e encontrava-se desaparecida. Além disso, evidencias apontam que o líder do projeto secreto de Sidon, Dr. Qian, também estaria vivo.

A história se desenrola com Anderson em busca do paradeiro de Sanders e do Dr. Qian e as possíveis respostas ao mistério da destruição da base em Sidon. Com as descobertas que são feitas progressivamente na história, entra em ação o Conselho Galáctico e seu espectro, Saren, para investigar mais a fundo os fatos. Lembra no primeiro Mass Effect, quando você vai até o Chora’s Den encontrar Harkin e ele te diz que Anderson teve a chance de virar espectro e ferrou tudo? E logo depois, quando Shepard vira espectro e exige respostas de Anderson, ele diz que foi tudo culpa de Saren e da "metodologia" dele nas missões? Então... os detalhes dessa treta toda, você encontra em Revelação.

A história em si não é muito longa, resultando em um livro curto (somente 294 páginas) e de leitura agradável. Além do plot principal, o livro também dá muitos, muitos detalhes sobre vários acontecimentos, locais e funcionamento de coisas que nós já conhecemos pelo jogo, como a própria Citadel, por exemplo. No entanto, o livro dá mais detalhes do que o Codex do jogo, e eu descobri muitas informações legais sobre várias coisas, o que deixa o livro ainda mais interessante, sendo uma excelente opção também para quem ainda não jogou nenhum Mass Effect, pois mesmo com o intervalo de tempo de 18 anos entre o livro e o primeiro jogo, Revelação tem um cliffhanger para o jogo, além de deixar algumas outras questões em aberto que serão respondidas durante a jogatina do primeiro Mass Effect (e personagens que serão lembrados durante toda a saga).

MASS EFFECT - HE WHO LAUGHS BEST

Jeff "Joker" Moureau

Desde 2002, a indústria norte-americana de quadrinhos promove o Free Comic Book Day, um evento onde são distribuídas várias revistas em quadrinhos totalmente "de grátis" para a galera. O evento acontece todo primeiro sábado do mês de Maio e o próximo evento acontecerá no dia 7 de Maio de 2016 (para quem puder ostentar uma visita aos EUA com o dólar no preço que está). E foi no FCBD de 2013 que He Who Laughs Best foi lançado.

A história se passa em 2183, um pouco antes das aventuras do primeiro jogo, e traz um breve relato de como Jeff "Joker" Moreau se tornou o piloto da Normandy. É uma edição bem curta, com apenas dez páginas e com pouca relevância para a trama como um todo. Por outro lado, a história é focada no preconceito que Joker sofria por ter Síndrome de Vrolik, também conhecida como Osteogênese Imperfeita, e como ele usou toda coragem e ousadia que tinha para provar que era o melhor piloto que a Aliança poderia ter.


Apesar de bem curto, recomendadíssimo para quem é fã do Joker que, como sempre, consegue ser o cara mais divertido e inusitado da saga!

...

Encerro por aqui a primeira parte da expansão desse universo maravilindo de Mass Effect. Como dito ali em cima, o livro é recomendadíssimo até mesmo para quem ainda não jogou a série e dá para ser comprado por um valor bem tranquilo para o seu bolso. Os quadrinhos são muito legais, com uma arte bem bacana e sempre trazendo personagens bem conhecidos dos jogadores. Recomendo lê-los também, já que se trata de uma leitura rápida e despojada, então mesmo que alguém não curta tanto, não dá para reclamar de "tempo perdido". Ainda assim, tenho certeza de que vão achar bem legais. Baixei os meus pela internet, mas alguns são mais difíceis de achar do que os outros.

Em breve, trago uma segunda parte para vocês. Por enquanto, peguem seus livros, baixem suas HQs e Vão Jogar Ler!

Compartilhe

Pin it


Leia também...



18 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de leandro (leon belmont) the devil summoner
    leandro (leon belmont) the devil summoner
    25/09/2015 às 09:35:40   localizacao Recife-Pe
    gostei muito dos ME 1 e 2 (não me atrevo a jogar o terceiro jogo), mas não sei aonde conseguir os livros e as Hqs, não são faceis de achar agora. mas se fosse para ler algum, escolheria o da queda de Saren, o vilão de ME 1. para saber o porque da sua mudança de lado

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    25/09/2015 às 09:56:31   localizacao São Luís - MA
    @Leon Belmont

    Eu gostei mais do ME3 do que do ME2, mas isso é assunto pra outro post, hehe!

    As HQs são mais complicadas de encontrar. As minhas eu baixei pela internet mesmo, não me atrevo a comprar, mas ainda assim, foi difícil de achar para baixar. A não ser que você seja fluente em russo, porque eu encontrei muuuitas edições em russo, hehe.

    Agora, os livros são fáceis de achar, pelo menos os dois primeiros que já tem tradução em português. Qualquer Submarino e Americanas da vida tem o Revelação e o Ascensão pra vender. Os outros livros ainda não tem tradução, então só importando mesmo (ou baixando em inglês).

    Responda!
  • Na questão de universo expandido, os jogos de franquias iniciadas em outras mídias sempre pareceram um mero apêndice (dispensáveis mesmo quando eram de boa qualidade) uma pena, pois o jogo conta em quase todo o tempo com a interação direta para ser desempenhado os seus acontecimentos fora a questão de você poder muitas vezes mudar um destino.

    Hoje já temos universos saídos diretamente dos jogos criando ramificações em outras esferas de consumo o que já cria uma situação inversa ao comum. A maioria que leu pequenos episódios de toda uma saga terá maior necessidade de ir jogar pra saber em detalhes a linha central. Pode ser uma faca de dois gumes: Uma equipe muito comercial tem chance de estragar o universo.

    • avatar de sucodelarangela
      sucodelarangela
      27/09/2015 às 11:17:29   localizacao São Luís - MA
      Acho que, ao se falar de um universo expandido de Mass Effect, realmente pensamos logo sobre essa questão de, no jogo, podermos fazer escolhas e alterar alguns rumos. Mas no caso de ME, o universo é tão rico em detalhes que isso não afeta a leitura das outras mídias.

      O que você descreveu aí em cima é justamente o que acontece com o primeiro livro de Mass Effect: para quem nunca jogou, o livro deixa algumas pontas soltas que serão respondidas no primeiro jogo. É um livro que complementa a história, diferente de Assassin’s Creed, por exemplo, cujos livros são as exatas mesmas histórias dos jogos.

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    28/09/2015 às 14:28:09   localizacao Vespasiano - MG
    Essas paradas de universo expandido costumam ser bem legais, ainda mais no caso de ME que tem uma história de fundo bacana. Mas me pergunto o quanto isso vai fazer ligação com o Andromeda, será que em algum ponto o enredo dele irá se unir a trilogia antiga?

    • avatar de sucodelarangela
      sucodelarangela
      29/09/2015 às 12:55:16   localizacao São Luís - MA
      Bom, essa é uma boa pergunta... como ainda não sabemos praticamente nada do Andromeda, fica até complicado tentar montar uma timeline. Mas até onde eu sei, o Andromeda vai se passar vários anos depois da saga de Shepard, então seria interessante se tivesse material de expansão do universo pra preencher as lacunas.
    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      03/10/2015 às 10:22:33   localizacao Vespasiano - MG
      Entendi... bom, tendo a Liara ainda, tá bom :P

      PS: e aí jogando Liara no Google pra ver se minha memória péssima não estava eu fazer confundir o nome, descubro que além de uma personagem de ME, Liara também é o nome de um anticoncepcional o.O
    • avatar de sucodelarangela
      sucodelarangela
      03/10/2015 às 10:40:57   localizacao São Luís - MA
      Ah, eu acho muito plausível que tenha a Liara no Andromeda. Asaris vivem cerca de 1000 anos e Liara "só" tinha 109 ao final da trilogia Mass Effect. Krogans também vivem bastante, então Wrex e Grunt também poderiam ser uma possibilidade. :)
    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      03/10/2015 às 14:50:25   localizacao Vespasiano - MG
      Esse lance da idade dela é meio tenso, sempre fica parecendo que de certa forma o que rola entre ela e o Shepard foi uma pedofilia interracial, hwa hwa hwa.
    • avatar de sucodelarangela
      sucodelarangela
      05/10/2015 às 11:03:06   localizacao São Luís - MA
      Liara papa-anjo só pega as novinha B)

      Mas olha, acho que esse lance da idade é bem relativo. Tipo, no primeiro Mass Effect, Liara diz que ninguém leva os estudos dela à sério por ela ser considerada ainda uma criança por muitas asaris... Vamos às contas:

      Expectativa de vida humana na era de Mass Effect: No primeiro Mass Effect, Shepard fala pra Liara que os humanos, teriam sorte de chegar aos 150. Então, vou considerar uns 30 anos a menos que isso, logo 120 anos.

      Idade de Shepard: acho que isso depende muito de quem joga, dá pra fazer Shep com a cara bem mais velha, mas a minha é novinha, então considero que ela teria uns 30 anos no primeiro jogo.

      30÷120=0,25 (25%)

      Expectativa de vida Asari: cerca de 1000 anos

      Idade de Liara no primeiro jogo: 106

      106÷1000=0,106 (10,6%)

      Conclusão: Colocando em equivalência a porcentagem vivida por ambas, Shep seria mais velha que Liara, huahuahuahuahua!
    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      12/11/2015 às 18:28:30   localizacao Vespasiano - MG
      106 anos são 106 anos, olha as desculpas esfarrapadas aí, hwa hwa hwa.

    Responda!
  • avatar de Paulo Aquino
    Paulo Aquino
    28/09/2015 às 22:19:53   localizacao São Paulo - SP
    Olha, agora eu já tenho algumas dúvidas sobre a origem da franquia Mass Effect.

    Já pude notar que rola muito drama (muito drama mesmo, ô gente sofredora), tendo de pano de fundo uma guerra inter-racial no espaço.

    Será que até no futuro distante haverá intolerância?

    Pensem no que acabo de dizer aqui.

    • avatar de sucodelarangela
      sucodelarangela
      29/09/2015 às 12:59:36   localizacao São Luís - MA
      E aê, Paulo!

      Em Mass Effect temos o foco na guerra contra a extinção, o que acaba servindo pra unificação das raças sapientes que, outrora, não se cheiravam muito...

      Quanto à intolerância, há vários sinais disso no universo Mass Effect e, sinceramente, eu acredito que ela nunca vai acabar, tem muita gente cabeça dura liderando, fazendo filho e educando errado por aí.

    Responda!
  • avatar de Ulisses 8Bit
    Ulisses 8Bit
    29/09/2015 às 00:16:33
    OFF Topic 01:
    TCHULANGUERO
    Gostei muito do novo sistema de respostas,abração!

    OFF Topic 02:
    SUCODELARANGELA

    Não farei nenhum comentário sobre seu texto porque nunca joguei a série e não quero falar sobre algo que não tive nenhuma experiência.Mas li seu texto todo e gostei muito! ^_^


    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    30/09/2015 às 22:37:26   localizacao SP
    Vish Çaçina, problema... AINDA não joguei a trilogia Mass Effect, adoraria, mas ainda não chegou o momento (não tenho os jogos e aceito de presente... ahuahuahuahuahu).
    É um dos poucos jogos que envolvem tiro e movimentação 3D que eu realmente me interesso em conhecer, especialmente por conta de todo enredo.
    Nesse caso prefiro jogar pra depois ler os complementos, ou devo estragar muito da experiência. Imagino eu, claro.
    Não li o texto com muita atenção pra evitar possíveis spoilers, me perdoe por isso. Nem notícias sobre a crise mundial de mimimi sobre o terceiro jogo eu li, nem sei qual é o motivo de tanta bronca por parte dos jogadores que não aceitaram o fim de uma história, seja ele qual for.
    Mas juro que Vou Jogar! e depois Vou Ler!
    Vão Presentear! o velho Caduco aqui com o Mass Effect Trilogy!!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • avatar de sucodelarangela
      sucodelarangela
      01/10/2015 às 17:41:53   localizacao São Luís - MA
      Caducão, como eu disse no texto (que você não leu), o primeiro livro de Mass Effect não tem spoilers do jogo e até serve como um epílogo. Então, é uma boa, mesmo pra quem não jogou ainda, até porque serve de motivação, hehehe.

      Os dois comics que eu citei por aqui também são epílogos do jogo, mas não dão spoilers e também podem ser lidos de boas antes de jogar!

    Responda!
  • avatar de Kratos Vudu
    Kratos Vudu
    04/11/2015 às 16:24:43   localizacao Fortaleza - CE
    Wow! É muita coisa mesmo!

    Bom, desconheço o universo de Mass Effect, mas dá pra imaginar a grandiosidade e qualidade de tudo q envolve essa série, nem duvido.

    Parabéns pelo ótimo texto e pelo formato que sugeriu para o assunto. Muito bom mesmo!

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé