logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! DegustaçãoMirror’s Edge

Os Espelhos Que Rasgam O Céu

Análise de Mirror’s Edge - Um salto de Fé

autor Rafael "Kratos Vudu" Alencar   datahora 09/10/2015 às 08:50:05   tagarelices 9

Um salto de Fé


Hoje o assunto vai ser rápido que nem coice de bacurim, então bora lá sem enrolação.

Pois bem, não lembro exatamente quando peguei esse jogo, mas lembro que foi numa promoção que EA fez há um tempo atrás, quando disponibilizou 3 jogos de graça num dia só, então do trabalho mesmo acessei a PSN e comprei garanti a minha mídia digital. E por pura falta de tempo só consegui jogar recentemente.

Já tinha ouvido falar que Mirror’s Edge era um bom jogo e que tinha parkour, mas nada além disso. Também nunca pesquisei nada sobre, nem mesmo fazia ideia de como era o gameplay. Mas tava de graça, ... quem nunca? Haha!!

Enfim, a começar pela ambientação, o jogo todo se passa numa metrópole dominada por arranha-céus onde a cor predominante é branco, exceto por alguns objetos e ambientes internos, mas tudo com cores simples e sólidas. Aliás, a simplicidade é algo que torna a experiência desse jogo muito prazerosa. Um outro jogo que possui uma ambientação semelhante é o Vector (Android e iOS), que também é de parkour.

Parece uma cidade de gelo

Parkour em Vector

A ideia de juntar imensos edifícios e parkour resulta em algo muito bom, principalmente quando o jogo tem a visão em primeira pessoa, que é o caso de Mirror’s Edge. Com isso a sensação de altura é assustadoramente divertida. Lembro de um jogo (em terceira pessoa) chamado I Am Alive que explora muito o alpinismo e as escaladas também em edifícios muito altos e que eu já ficava muito tenso a cada salto que dava de um local para outro, e no Mirror’s Edge foi um pouco "pior". Pra quem tem algum "problema" com altura, no começo pode ser bem tenso, mas no decorrer do gameplay, a gente vai se acostumando (ou não).

Escalada tensa em I Am Alive

Bom, no jogo nós controlamos uma jovem chamada Faith (Fé), um nome que se encaixa perfeitamente no tipo de coisa que ela faz, porque pra pular de um arranha-céu a outro realmente precisa ter muita Fé, viu! Haha!! E falando em controle, como já disse antes, tudo é muito simples, inclusive os movimentos que são apenas correr, pular, se abaixar, luta corporal e algumas variações desses movimentos, mas nada muito elaborado.

Faith faz parte de um grupo conhecido por runners (corredores), que ganham a vida basicamente usando suas habilidades pra realizar "trabalhos" transportando informações confidenciais de um local pra outro da cidade, já que toda a comunicação na metrópole é rigorosamente vigiada por seus governantes. O enredo não tem nada de relevante, é apenas uma "historinha" de conspiração e politicagem contada em animações de desenho. Acredito que a campanha principal dura cerca de 3 a 4 horas numa primeira jogada, podendo ser até menos. Mas como não tenho tanto tempo livre e não joguei sem parar, finalizei o jogo em 4 dias!

Além da campanha principal, existem mais dois modos de jogo que prolongam o gameplay: o Speedrum, que são as fases da campanha principal com um limite de tempo para serem concluídas, e o Time Trials, que são fases especiais onde o menor tempo deve ser alcançado pra obter uma melhor recompensa. Ambos os modos podem ser jogados online ou offline (esse último é algo bem raro nos jogos hoje em dia, ?). A ideia proposta pra manter o jogador em atividade com esses modos de jogo é explorar a habilidade de encontrar as melhores rotas alternativas pra alcançar o local do objetivo, algo que permite tentar coisas "impossíveis" que dão certo!

Runners

A simplicidade em Mirror’s Edge faz o jogo parecer muito fácil e realmente ele não é difícil, mas confesso que morri inúmeras vezes tentando alcançar um local. Mas não por pura falta de habilidade minha (mentira, era sim), o fato é que em vários momentos precisei pensar um "pouco" antes de simplesmente sair correndo e pulando nas coisas. Mas a ambientação e a sensação de solidão da metrópole acompanhadas somente pelo som da respiração e dos passos de Faith e pela trilha sonora com um estilo moderno/industrial dão a concentração necessária pra uma ótima experiência.

E é isso, eu disse que ia ser rápido. O próprio jogo é relativamente curto e juro que não há muito o que falar de Mirror’s Edge, acho que simplesmente ter a experiência de jogar proporciona uma compreensão muito mais eficaz. Vou deixar o vídeo do trailer oficial pra vocês conferirem o jogo, assim como a dica pra quem ainda não jogou: Vão Jogar!


Ah! Aproveite e veja também o anúncio do novo Mirror’s Edge Catalyst na última edição da E3 2015, que tem tudo pra ser tão bom quanto o antecessor.

* Revisado em 09/10/2015 às 19:44:27

Mirror’s Edge
Mirror’s Edge

Série: Mirror’s Edge
Estúdio: 
Plataformas: iOS, PlayStation 3, Windows, Windows Phone e Xbox 360

Compartilhe

Pin it


Leia também...



9 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de Ulisses 8Bit
    Ulisses 8Bit
    09/10/2015 às 13:20:57   localizacao Curitiba - PR
    Gosto do jogo porque é diferente.Traz a imersão de forma diferente de um FPS, mesmo que ambos façam uso da 1ª pessoa.Outro ponto que eu curto é jogar com personagem feminina.Eu prefiro sempre jogar com elas, quando existe a opção.Já ouvi "causos" de pessoas que se sentiram enjoadas ao começar ME, e pararam de jogar devido a essa sensibilidade, sério.
    Abração Kratos!

    • avatar de Kratos Vudu
      Kratos Vudu
      04/11/2015 às 17:01:47   localizacao Fortaleza - CE
      Me identifiquei com o jogo exatamente da mesma forma q vc Ulisses, inclusive na questão da preferência por personagens femininos.

      Em alguns momentos eu "travei" no sofá, tenso! Haha!

      Valeu! Abraço!

    Responda!
  • avatar de leandro (leon belmont) the devil summoner
    leandro (leon belmont) the devil summoner
    09/10/2015 às 15:09:54   localizacao Recife-Pe
    sempre falam bem desse game, mas nunca pude testa-lo.

    • avatar de Kratos Vudu
      Kratos Vudu
      04/11/2015 às 17:03:59   localizacao Fortaleza - CE
      Pôxa Leandro, se vc tivesse conseguido pegar nessa promoção q falei teria sido uma boa oportunidade viu. Se vc não teve nada contra o jogo, sugiro q jogue. É uma ótima experiência.

      Valeu! Abraço!

    Responda!
  • Nunca prestei muito atenção, apesar de achar a premissa muito boa. Eu acho que a EA cria muitos tipos de jogos e não consegue sustentar por muito tempo suas popularidades fadados ao selo "underrated" com o passar do tempo. Outro jogo com parkour é a franquia Prince of Persia, ela investiu bastante na premissa.

    • avatar de Kratos Vudu
      Kratos Vudu
      04/11/2015 às 17:14:10   localizacao Fortaleza - CE
      Eu também não dava muita bola, nem sequer sabia do q o jogo se tratava, como falei. Mas a promoção da EA apareceu em boa hora e valeu a pena a experiência.

      Prince of Persia eu joguei só o começo e depois nunca mais tive oportunidade de continuar, mas também gostei bastante.

      Valeu!

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    31/10/2015 às 16:37:31   localizacao SP
    Putz eu lembro de quando ficou de graça, eu corri pra baixar também. Mas dado meu histórico maldito de motion sickness, nunca vou jogar o jogo. Infelizmente.
    Pelo menos isto me levou a ler o texto, já que não tenho encanação com spoilers no caso... huahuahuauhahu
    Aliás, depois de vc falar sobre problemas com altura, eu quero ainda mais distância do jogo.
    Até que é curto o jogo, jogando 15 minutos por dia antes de ficar enjoado talvez daria pra encará-lo. Mas ele tem baixa prioridade na lista...
    Ótimo texto, Vudu!

    • avatar de Kratos Vudu
      Kratos Vudu
      04/11/2015 às 17:17:27   localizacao Fortaleza - CE
      Pôxa Cadu, é uma pena q sofra tanto com isso, mas eu entendo bem. E o q eu posso te dizer é: toma um Dramin antes de jogar, acho q vai te ajudar! Haha!!

      Valeu! Abraço!!

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    19/11/2015 às 14:41:55   localizacao Vespasiano - MG
    Eu tenho a maior curiosidade de jogar Mirror’s Edge, mas como sempre, me falta onde jogar, rzs. E ele parece ter bem essa pegar de "só jogando pra saber como é" mesmo.

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!§43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé