logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! Papo Livre

Sobre Consoles, Mídias, Hds E Internet

Não importa o tamanho do HD, mas sim o prazer que ele te proporciona. Será?

autor sucodelarAngela Caldas   datahora 22/04/2016 às 10:50:50   tagarelices 20

Não importa o tamanho do HD, mas sim o prazer que ele te proporciona. Será?


Já é sabido de todos nós que cada nova geração de consoles traz grandes novidades em algum aspecto. Desde os primórdios dos videogames até a geração passada – nossa querida 7ª geração que nos apresentou ao PS3, Xbox 360 e Nintendo Wii – todo surgimento de uma nova geração foi marcada por algum avanço tecnológico que nos permitiu algo mais nos consoles, como a evolução das mídias. Do nosso velho cartucho de 4kb do Atari 2600, passamos por aumento de capacidade e processamento de dados nos mesmos que nos sustentaram até o N64. Aí vieram os CDs como uma alternativa mais barata e com maior capacidade, passando depois pelos DVDs até chegarmos aos atuais discos Blu-ray, que garantem reprodução de áudio e vídeo em alta qualidade e alta densidade de armazenamento de dados.

Blu-ray.
É a ’menina duzói’ dos consoles atuais.

Um bom tempo atrás, na época do lançamento do PlayStation 4, eu escrevi aqui um pouco das minhas expectativas e medos em relação a ele. Aparentemente, antes do lançamento e de saber o que o console realmente oferecia, a impressão que eu tinha era a de que ele – o aparelho em si – não oferecia mudanças tão drásticas ao ponto de demandar uma nova geração inteira de consoles, afinal, o Blu-ray já era a mídia utilizada pelo PlayStation 3 e estava muito bem, obrigada! Inclusive, cheguei a conversar com algumas pessoas que a Microsoft sim, faria bom uso da mudança de DVD para BD. Mas enfim, eu era apenas uma noob #chateada com as novidades. 

O fato é que, agora que possuo um PS4, posso garantir que o novo dualshock é muito confortável, apesar de ainda sentir falta do Start e do Select. Também percebi que o console possui muito mais configurações e oferece muitas outras possibilidades e melhorias em relação ao PS3, mas estou divagando, não é exatamente disso que eu quero falar. Com as melhorias de hardware que as empresas empregaram em seus consoles e a ajuda do Blu-ray para dar conta do recado do armazenamento, os jogos passaram a ter uma qualidade gráfica e sonora absurdamente maior que na geração anterior. Obviamente, algo que já seria facilmente alcançado nos PCs, mas para gente como eu, que tem fobia de jogar em PC, foi algo que fez a diferença. 

Mas como diria o Tio Ben do Homem-Aranha (ou uma versão gamer do mesmo): "Com grandes melhorias gráficas, vem grandes tamanhos de arquivos" e é aqui que eu acho que a gente deveria parar de falar em "novas gerações de consoles" e começar a usar a expressão "novas gerações de jogos", pois nessa fase, o bicho pega para todos – PCs included

Porque digo isso? 

Porque os jogos dessa geração tem sido cada vez mais realistas (com algumas exceções, claro). É o que as pessoas querem. É o que as devs e as publishers querem... Não é à toa que tem surgido muitos jogos-filmes por aí, o que se quer é mostrar o poder gráfico que determinado jogo tem, e tudo indica que, em pouco tempo, não são os jogos que tem que ser feitos para se adaptar ao que o console é capaz, mas sim você, jogador, que tem que se virar para conseguir tunar o seu console para jogar o título. Se você deu uma olhada na nossa última Butecada da Vez, vai saber exatamente do que estou falando. 

Comparação entre plataformas.
Ryse: Son of Home e The Order 1886 foram feitos com o propósito de mostrar o que os novos consoles seriam capazes de fazer. Pikmin 3 conseguiu ser tão bonito quanto com 25 Gb a menos.

Não que eu ache ruim que os jogos atuais sejam realistas e lindos de morrer como são (parabéns, devs), mas todo esse boom em gráficos, sons, efeitos e detalhamento de mecânicas tem uma consequência um pouco pé-no-saco: os HDs parecem nunca serem suficientes. 

Na geração anterior, o evento da mídia digital resultou em algo bom para a indústria, pois convergia em mais conveniência, tanto para o jogador quanto para a própria distribuidora, além de ser muito mais acessível para pequenos desenvolvedores – os indies– que passaram a ter mais visibilidade no mercado. Os jogos passaram a ter um tamanho razoavelmente maior, mas ainda assim, nada que fosse muito inconveniente para quem jogasse em um PC, já que é muito mais fácil gerenciar armazenamento de dados nele. No meu caso, que possuía um PS3 daqueles de HD de 160 Gb, as coisas complicaram um pouco mais nos últimos dois anos. Apesar de não ser fã de mídias digitais e ter a grande maioria dos meus jogos em disco, ainda assim cheguei ao ponto de ter que ficar deletando/reinstalando conteúdo porque o HD do PS3 estava cheio. E isso com pouquíssimos jogos instalados, a grande maioria eram dados de atualização dos jogos e de firmware

Só que agora, a nova geração nos traz jogos cada vez maiores. Passamos de títulos que requeriam 3.5 Gb (Far Cry 2) para jogos que requerem 65 fucking Gb (Grand Theft Auto V). E não se deixe enganar pelo tamanho de download do arquivo: muitas desenvolvedoras tem usado métodos brutais de compressão para eles: Titanfall tem um download de 21 Gb, mas descompacta para quase 50 Gb; Watch Dogs tem download de 13 Gb, mas descompacta para 25 Gb. A média de espaço de HD para instalação dos últimos jogos lançados é de 40 Gb e a tendência é só aumentar. Para comparação, fiz um gráfico demonstrando de forma bem bruta o espaço requerido por alguns jogos famosos no PC:

Gráfico de espaço requerido em HD
A versão dos jogos acima é de PC, variações podem ocorrer para outras plataformas. Fonte: Steam, Origin e Nuuvem.

Algumas pessoas podem até dizer que isso não é problema para quem usa PC, mas olha, acaba sendo uma inconveniência, sim. Imaginando que você tenha um HD singelo (para os padrões de hoje em dia) de 1 Tb e tenha Assassin’s Creed: Unity, Battlefield: Hardline e GTA V instalados nele, já é praticamente 20% do seu espaço comprometido. Sem contar o espaço ocupado pelo próprio sistema operacional, por outros softwares e arquivos pessoais. Fazer o gerenciamento de tudo isso no HD de um computador pode ser uma tarefa bem chatinha. 

Nos consoles, essa dor de cabeça em relação aos HDs também não é diferente. A versão mais barata de um PS4 vem com "apenas" 500 Gb de HD, sendo 93 Gb reservados para o sistema operacional, o que resulta em 407 Gb de espaço para o usuário. Para mim, isso é mais do que suficiente para o meu notebook véi de guerra, mas para um console que terá seu próximo exclusivo com 48 Gb, não. E a solução encontrada pela grande maioria dos Sonystas* é fazer a troca do HD padrão por um de 2 Tb, um processo que, felizmente, foi "facilitado" pela Sony. O mesmo se aplica ao Xbox One, vendido nesses mesmos padrões, porém com espaço livre para o usuário de apenas 362 Gb, pois o sistema operacional do X Caixa Um ocupa 138 Gb. A vantagem dele sobre o PS4? Os Caixistas* podem simplesmente conectar um HD externo, instalar o jogo e rodar a partir do mesmo. Simples, prático e indolor. Mas ainda assim, uma inconveniência. 

E se você fez as contas e viu que a situação fica apertada para você e seus jogos (literalmente) nessas plataformas citadas, o que dizer da versão Deluxe do Wii U e seus maravilhosos 32 Gb de HD? Mesmo com jogos de tamanho nada comparável aos que já mencionamos por aqui (exclusivos da empresa variam de 100 Mb a 16 Gb), a capacidade do HD do console da Nintendo é bem pequeno e acaba sendo proporcional aos demais consoles e seus HDs. Felizmente, o uso de um HD externo no Wii U é tão simples quanto no Xbox One

Para complicar um pouco mais a situação dos jogadores de consoles, não obstante o tamanho gigantesco de alguns jogos, os servidores da Sony e da Microsoft controlam a taxa máxima de transferência de dados, logo, mesmo que você tenha a internet mais veloz do mundo, ainda terá downloads se arrastando para serem finalizados. Ambas as plataformas oferecem o serviço de jogar enquanto baixa o jogo (streaming), o que é mais um problema em vez de uma solução: você só conseguirá jogar até ver seu jogo travar por não ter concluído o download e ter que aguardar. Não há o que dizer, apenas frustração a sentir. Além disso, a leitura do disco não é rápida o suficiente para que os jogos "rodem" diretamente deste, sendo assim, todo o conteúdo da mídia física que você comprou vai ser instalado no seu HD. Contudo, se você possui o disco do jogo, você não necessitaria de conexão de internet caso precisasse reinstalar o conteúdo. Basta colocar o disco do jogo e, em alguns casos, nem precisa esperar o conteúdo ser instalado, visto que ele vai acontecendo à medida que você vai jogando. Se por um lado você paga mais caro pela mídia física, você tem um pouco mais de conveniência e agilidade no processo de desinstalação/reinstalação. Ponto para a mídia física.

Cheiro de jogo novo.
Além do mais, jogo digital não tem cheiro...

Já no PC, pelo menos, sua velocidade de internet vai fazer alguma diferença no download, mas as versões dos jogos para PC tendem a ser maiores que as dos consoles. Ou seja, não há como fugir das várias horas que você terá pela frente para encarar sua tão desejada jogatina: a hipótese de baixar um jogo de 40-50 Gb em uma hora demandaria uma conexão de cerca de 100 Mbps, mas de acordo com informações da Steam, a média de transferência de dados nos EUA e Europa é de 30 Mbps. Coreia do Sul e Japão ficam entre 40 e 50 Mbps. Já o Brasil fica na mesma média que Polônia e Itália, com 5 Mbps. Fez as contas do tempo? Com sorte, você baixa um jogo de 45 Gb se deixar a conexão ativa 24 horas, sem interrupções. Complicado... 

Agora, imagine todo esse cenário de jogos de tamanhos colossais, HDs apertadinhos e conexão de internet de péssima qualidade, e some a isso o mais recente temor e provável cenário da internet brasileira: banda "larga" fixa com franquia de dados. A discussão já está em andamento, tem gente que diz que isso é ilegal, tem empresa que já está colocando em prática seus contratos de franquias e tem gente dizendo que nada vai acontecer, mas o fato é que as chances são favoráveis às provedoras: a Anatel publicou uma medida cautelar para impedir as empresas de reduzir a velocidade, suspender o serviço ou cobrar tarifas extras (nos próximos 90 dias, vale ressaltar), mas as condições impostas a essas provedoras podem fácil e rapidamente serem atendidas, visto que o próprio presidente da Anatel, João Rezende, disse que "a era da internet ilimitada está chegando ao fim", então não vejo um cenário muito bom para a gente no futuro. E, assim, as vantagens da mídia digital parecem cada vez mais distantes da nossa realidade.

Na época do meu PS3, as versões digitais pareciam ter vindo para ficar. Já com o PS4 e a atual geração de jogos, adquirir uma mídia digital parece cada vez menos vantajoso para mim. Só nos resta ter paciência o suficiente para gerenciar nosso tempo e espaço para a jogatina, ou dinheiro o suficiente para comprar as mídias físicas, ou dar aquele boost no hardware de nossas ferramentas gamísticas. Então, liberem mais espaço no HD de vocês e Vão Jogar! 

---

* NOTA: Escolhi os termos "Sonysta" e "Caixista" apenas por questão de diferenciação entre os usuários, não tomem como uma atitude pejorativa ;-)

outras tags: PlayStation 3, PlayStation 4, Wii U, Xbox 360, Xbox One, Indústria, Microsoft, Nintendo e Sony

Compartilhe

Pin it


Leia também...



20 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de leandro (leon belmont odst) the devil summoner
    leandro (leon belmont odst) the devil summoner
    22/04/2016 às 12:56:25   localizacao Recife-Pe
    sem falar que um jogo de 50 gigas, só para baixa-lo, para se jogar online come mais tantos gigas. pelo texto, vale mais comprar a midia fisica...e para ter as atualizações? (Destiny e SFV me veem a mente agora) certo que a midia digital vai comer (agora) os preciosos gigas da nossa internet.

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      22/04/2016 às 19:45:13   localizacao São Luís - MA
      Exatamente, Leandro.
      Fora o download, são tantos patches, expansões e DLCs que você tem que considerar praticamente o dobro do espaço requerido, só por precaução...

    Responda!
  • avatar de Ulisses 8Bit
    Ulisses 8Bit
    22/04/2016 às 14:54:03   localizacao Curitiba - PR
    Esse crescimento no tamanho do jogo vs crescimento de infra estrutura de net só contribui para a mídia física ser mais relevante a cada dia.

    Já no caso do HD do console que é obrigatório instalação do jogo, o console vai ter que entregar um produto que dê conta do recado, do contrário, será já de fábrica um produto com "vício".

    O espaço de HD deveria ser um problema das empresas de consoles e não do jogador.

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      22/04/2016 às 19:47:41   localizacao São Luís - MA
      Concordo. Parecia que a mídia digital ia engrenar, mas não temos estrutura tecnológica e financeira pra isso.
      E as empresas não querem assumir o custo de entregar hardware mais condizente aos jogadores. Por isso tem facilitado a troca de hds, pra que a responsabilidade seja jogada pra nós...

    Responda!
  • avatar de Kratos Vudu
    Kratos Vudu
    22/04/2016 às 17:05:01   localizacao Fortaleza - CE
    Mídia física como cartucho:

    É completamente possível utilizar mídia física no modelo de "cartucho", usando dispositivos de armazenamento com memória flash. A performance é bem melhor que os leitores de disco e com isso nem precisaria copiar o jogo para o console, além de esses dispositivos possuírem capacidade de armazenamento compatíveis com o tamanho dos jogos atuais. Mas para as produtoras isso provavelmente não deve ser nenhum um pouco viável financeiramente. O avanço da tecnologia faz seu papel, mas o mercado nem sempre está disposto a acompanhá-la, ele sempre procura o caminho mais barato, é claro. Daí vêm os sacrifícios que devem ser feitos.

    É, e para a mídia digital não há jeito. A única forma de solucionar isso seria realmente a utilização de streaming, o qual requer uma conexão de internet muito boa e uma boa infraestrutura por parte de quem disponibiliza o jogo. Mais uma vez, o caminho mais barato... Quem sabe um dia, né?

    Porém se depender da situação atual do nosso país, essa é uma realidade bem distante por aqui...

    O jeito é racionar HD e ficar nessa de instalar/desinstalar jogos constantemente.

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      22/04/2016 às 19:50:36   localizacao São Luís - MA
      Então, daria pra voltarmos aos cartuchos, mas é bem o que vc disse, as empresas não querem arcar com os custos disso, assim como não querem arcar com os custos de um simples hd com maior capacidade, como havia respondido ao Ulisses 8Bit ali em cima...
      PS4 e Xone contam com serviço de streaming enquanto vc faz download do jogo, mas com nossa qualidade de internet, uma hora o jogo para pq o download não foi completado. Acaba sendo menos chato esperar o download terminar logo.
    • avatar de Kratos Vudu
      Kratos Vudu
      22/04/2016 às 21:51:50   localizacao Fortaleza - CE
      Mas quando eu falo em uso de streaming é não precisar baixar o jogo mesmo em nenhum momento, ou seja, a compra do jogo é feita e joga sempre por streaming. Claro, poderia haver a opção de baixar, mas aí ia da preferência de cada um. Mas eu sei q essa é uma realidade bem distante...

      O pior é que a mídia física sendo a melhor opção no cenário q descreveu no texto, é de decepcionar com a qualidade da distribuição dessas mídias no que se refere à cases, manuais e etc (com algumas exceções). Hora ou outra rolam discussões sobre a qualidade questionável das mídias físicas e seus preços abusivos (este segundo mais especificamente no Brasil).
    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      25/04/2016 às 13:11:28   localizacao São Luís - MA
      Eita, Vudu... sonhar não custa nada, né?
      Nessa nossa internet de 5Mbps que corre risco de ser franquiada... sei não, kkkk!

      Também acho que, dependendo do jogo, é mais vantagem a mídia física. Se for um AAA, o download é grande e fica meio inviável ficar baixando... Já o Life is Strange, por exemplo: R$120 o disco; R$40 o digital; o jogo é dividido em capítulos, então pode-se baixar por partes; além disso, depois dos 5 capítulos baixados, a média de espaço ocupado por ele é uns 18gb, nada absurdo. Comprei a versão digital, valeu a pena no preço e no espaço.

    Responda!
  • avatar de Arlei258
    Arlei258
    22/04/2016 às 18:21:13   localizacao São João del Rei
    O Ulisses disse sobre o vício do produto mas é a ideia da obsolescência programada sendo aplicada. Só um pouco mais radical e cara dura.

    Agora, sobre a questão levantada, os PCs sofrem com isso faz tempo. O diferencial dele é a capacidade de evolução mais rápida. Só que com a crise, não acho que o jogador "mais pobre" terá capacidade de evoluir seu computador tão rápido assim.

    Mas essa ideia que o jogo em mídia física vem pra ser jogado todo no HD acho uma puta sacanagem por partes das desenvolvedoras.

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      22/04/2016 às 19:55:29   localizacao São Luís - MA
      E aê, Arlei, tudo beleza?
      Essa idéia da obsolescência programada é algo bem normal já, se vc tomar por exemplo as garantias dos produtos: Vc compra uma tv e parece que ela já vem programada para pifar exatamente ao fim do prazo de garantia. Tudo pra que vc compre outra tv em breve.
      Eu não jogo em PCs, mas imagino que deva ser muito ruim essa questão do gerenciamento de espaço. A vantagem seria a facilidade de troca das peças, mas haja dinheiro pra acompanhar o mercado. Uma nova peça sai hoje e daqui a poucos meses já pode ser considerada obsoleta...
      Quanto ao conteúdo da mídia física sendo copiada pro hd, também acho bem tosco, mas ainda é melhor que ficar jogando com lag. Pelo menos, o processo de reinstalação fica mais prático do que baixar tudo online de novo...
      Abraço!

    Responda!
  • avatar de Arlei258
    Arlei258
    23/04/2016 às 09:52:31   localizacao São João del Rei
    Oi, Suco de Larangela. Suave, e você?

    Então, o que falei sobre obsolescência programada era só colocando em foco o excessivo uso dela na questão do Ulisses, que eles já lançam na intenção de torná-lo obsoleto em bem menos tempo que o usual só pra extrair cada centavo dos "consolistas".

    Na questão do PC é isso que você falou. As peças ficam obsoletas em pouco tempo também. Não tanto como no caso acima mencionado mas ainda assim rápido. E haja dinheiro pra ficar tunando o aparelho pra jogar. E isso se não comprar notebook ou algum portátil assim. Eles não são fáceis de fazer upgrade tal como os desktops.

    Mas você falou de jogar com lag, fica lerdo jogar com o game instalado, sem a mídia física? Achava que fazendo isso ficaria mais suave pois não teria de recorrer ao leitor o tempo todo.

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      25/04/2016 às 13:14:13   localizacao São Luís - MA
      No meu caso, não tenho PC em casa, só tenho um notebook, mas é mais pra estudo, visto que eu não curto jogar no computador. Mas é ruim pra caramba fazer qualquer coisa em notebook =T

      Quando eu falei de jogar com lag, é no caso de rodar direto da mídia física, fazendo uso do leitor. Por isso disse que é melhor copiar pro HD mesmo, justamente pra não ficar fazendo a leitura da mídia e gerando problemas ^^

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    13/05/2016 às 01:13:08   localizacao SP
    Olha... o tamanho do HD importa, viu Çaçina? Mesmo que o foco do texto não seja a geração passada e o Wii U, tenho duas coisas pra contar.
    Primeiro, depois de ass[ass]inar a PS Plus em um passado não muito distante, acabei investindo em um HD de 500GB pq não dava mais pra continuar baixando os jogos e mantendo no HD. Pior que eu nem jogo tudo aquilo, mas quero ter. É uma droga isso!
    Segundo o Wii U, que recentemente saiu um Humble Bundle com Darksiders 2, que tem mais de 9GB de tamanho (se bem lembro, 9.9GB) e eu não pude baixar pq o console tem maravilindos 32GB de espaço total. Um ânus do pênis isso, pra não falar palavrões. Tem o lance do HD externo também, mas é bem o que vc falou, muito inconveniente isso. Eu não quero gastar mais 200 conto em um HD que só vai servir pro Wii U, já que não posso simplesmente formatar nenhum dos meus atuais nos padrões do console. Fora que eu nem vou usar muito mais do que 40GB daquele troço. É deprimente.
    Entrando nos consoles que foram maior foco do texto (PS4 e X1), que foda essa situação. Já vi que PS4 com HD de 1TB é meio que essencial, não?
    Imagina com esse PS4 Neo aí que as assets dos jogos devem ficar ainda maiores...
    Também prefiro os jogos em mídias físicas, mas é dose se for pensar nos preços, principalmente no caso da Nintendo sem representação oficial na HUELândia. Não dá pra comprar jogos, meu corpo não está pronto pra ser alugado nas ruas em troca de moedas suficientes para aumentar a coleção. Fora que não deve valer muita coisa... kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Bom, de todo caso, eu acho que um texto meio que "reclamando" (não achei palavra melhor, desculpe) de tudo isso é muito válido! Pena que parece que nem todo mundo está muito preocupado com isso... não consigo entender pq, mas enfim. Muito bom o texto, Suco!
    Agora chega!
    Ah, peraí que tem mais uma coisa, já que vc falou do Dualshock 4... eu tenho que perguntar... passou a neura dos pintos murchos? uhahuahuahuahuahuaahuahuhuahua
    Eu sempre dou risada quando lembro disso, parece muito! huaahuaahuahuahuahua
    Agora sim, chega!
    Fui

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      16/05/2016 às 12:49:55   localizacao São Luís - MA
      É, eu tenho percebido o quão importante é esse negócio de "espaço" nos HDs da vida... Eu não pretendo assinar a Plus, até porque o perfil que eu realmente uso na PSN é o americano e o dólar não tá permitindo nada.

      "Um ânus do pênis", huahuahuahuahuahua

      E sim, o essencial do PS4 é o HD de 1Tb, mas isso já joga o preço dele pelo menos uns 300-400 paus a mais. O Neo eu nem quero imaginar o que deve ser de dor de cabeça com espaço, espero que eles coloquem HDs maiores, pelo menos.

      E falando em Nintendo, eu sempre achei os preços dos jogos dela MUITO caros, mesmo quando ainda tinha representação aqui em TemerVille (já que não pode mais ser Dilmalópolis). Aí eu vi algo rolando por aí que parece que o NX pode trazer os "cartuchos" de volta, imagino que isso tornaria os jogos ainda muito mais caros =(

      E a palavra era "reclamar" mesmo. Esse negócio de fazer um aparelho que já sai meio que obsoleto e deixar na mão do usuário, meio tosco isso, e não apenas falando de consoles...

      Valeu pela visita, Caducão! S2

      PS: Cara, o controle é muito confortável, hehe. Visualmente, ainda lembra os pintos murchos, mas pelo menos segurar eles é muito melhor que segurar um pinto murcho de verdade (se serve de consolo), hauhauhuahuahhuauha
    • avatar de Gamer Caduco
      Gamer Caduco
      16/05/2016 às 23:56:13   localizacao SP
      Eu ri de TemerVille, mas ainda prefiro Brasilvania! Aquele cara é o Drácula, todos sabemos disso! kkkk

      Sobre a Nintendo, não tem jeito, só morrendo e renascendo em berço de ouro. Tem muita chance de dar errado... kkkkkkkk

      E puta merda, "serve de CONSOLO" num papo sobre pintos murchos me faz querer ter controles alternativos no dia que eu resolver investir em um PS4, hein Çaçina? Caçarola mia, viu! ahuhuahuahuahuauahuhaahuauhauh

      Valeu Suco!
    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      17/05/2016 às 12:26:05   localizacao São Luís - MA
      Putz, eu pensava que só eu (a diferentona) achava ele parecido com o Drácula, caraca, chega a ser sinistro esse Temer. Sabia que o nome dele não é esse à toa.

      E eu sinceramente não tinha me tocado da relação consolo/pinto murcho nessa história, huahuahuahua, depois dizem que eu é que sou a mente poluída deste site!

      =*

    Responda!
  • avatar de João Roberto
    João Roberto
    15/05/2016 às 16:33:40   localizacao Apucarana - PR
    Oi, Angela. Tudo bem?


    Gostei do texto. Me fez pensar...

    Quando tive a oportunidade de comprar um jogo digital pro meu Xiboca sem sair de casa, com toda a comodidade e preguiça do meu sofá, achei demais. Não, eu não deixei de gostar das mídias físicas, mas achei que os "tempos modernos" haviam chegado e o futuro seguiria por este caminho. Fiquei mais apetecido quando soube da necessidade de instalação dos jogos em seus respectivos HDs, mas, como não tenho nenhum console novo, não sei bem como isso funciona. Aí, aliado à dita comodidade, há a situação dos preços "módicos" de jogos do Wii praticados por aqui... uma loucura total!

    O futuro, pra mim, parecia mais digital do que nunca. Mas...

    Mas veio essa notícia da nossa "banda larga". Não sei o que pensar. Já não desfruto de uma conexão decente apenas pelo lindo fato de não haver maneira de ter uma conexão melhor. A GVT, por exemplo, entrega seus serviços até uma quadra de distância daqui de casa, então, sou obrigado a utilizar uma operadora local (já viu a qualidade) com míseros 2Mb.

    Depois de tudo isso dito, há a situação dos jogos. Acredito que, como eu, ninguém imaginou que os jogos chegariam a um tamanho tão grande. Ok, PS3 já usava Blu-rays, mas 40Gb ou 50Gb por padrão é muita coisa. E o futuro só tende a piorar... Parafraseando um ditado popular, "vão-se os anéis, ficamos sem HDs"...

    Acho que é como você mesma escreveu e a mídia física acaba sendo a melhor opção na relação custo/benefício, e ainda temos a vantagem do cheiro do plástico. Já o manual...

    Ótimo texto. Desculpa demorar para responder, mas é que me faltava ideia para fazê-lo.

    Agora, chega! Parece que aprendi a comentar com o Cadu! rsrs

    Obrigado!

    T+

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      16/05/2016 às 12:57:33   localizacao São Luís - MA
      Ei, Professor, tudo certinho?

      A cópia do disco pro HD acontece em segundo plano, enquanto você joga. Apenas a primeira vez que você coloca o disco é que tem uma tela de loading um pouquinho demorada, mas depois não acontece mais. Não tem que ficar esperando, é tranquilo, só tem que inserir o disco sempre que for jogar. Depois, se quiser liberar espaço, basta desinstalar o jogo do HD. E se quiser voltar a jogar, basta inserir o disco de novo e iniciar de imediato.

      Nossa, internet de 2MB hoje em dia não dá pra muita coisa. Imagina baixar um jogo desses novos. Tem que apelar pro físico. Algumas coisas ainda valem a pena baixar, mais pelo tamanho do download do que pelo preço, IMO. Tem jogo digital que tá mais caro que o físico...

      E falando em manual, o Uncharted 4 só veio dois folhetinhos dentro... =( Em compensação, o The Witcher 3 veio a coisa mais linda do mundo, fez valer cada centavo que eu gastei na versão física dele =D Saca só:

      url imagem: media.alvanista.com/uploads/timeline_image/2016/05/12/medium_287902_3309110367.jpg

      Abração, professor, valeu pela participação!!!

    Responda!
  • avatar de helisonbsb
    helisonbsb
    23/05/2016 às 21:30:04
    esse é o futuro mesmo,,,lembro da época quando não existia as midias de DVD...nos anos 90 eu comprei o jogo Phantasmagoria(sierra),o jogo era apenas 7 mídias de cd...se existi-se na época a mídia de Dvd facilitaria o armazenamento do jogo,,,,o engraçado que na época quando eu comprei o jogo meu HD era apenas 2GB .... o que era muito para a época,,,bons tempos,,,,a tecnologia evoluiu, os hds aumentaram o tamanho e a internet se tornou mais rápida...mas eu tenho saudades de antigamente,,,saudades mesmo....valeu

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      24/05/2016 às 13:04:47   localizacao São Luís - MA
      Pelo menos pra mim, é um futuro obscuro. A internet fica cada vez pior (aqui no BR, pq no resto do mundo só melhora) e os jogos cada vez maiores... Tá complicando. Abração!

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé