logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! MatériaREZSuicide Squad: Special OpsBGS 2016

Brasil Game Show 2016: A realidade virtual da Sony com o psicodélico Rez Infinite

Um clássico do Dreamcast que se encaixou perfeitamente na proposta da realidade virtual.

autor Rafael "Tchulanguero" Paes   datahora 08/09/2016 às 00:35:19   tagarelices 7

Um clássico do Dreamcast que se encaixou perfeitamente na proposta da realidade virtual.


Uma das coisas que mais movimentaram a BGS durante este ano foram as diversas experiências de realidade virtual oferecidas. Apesar de ainda ser uma área dos jogos que está engatinhando e um pouco distante para nós por conta dos preços, é inegável o quanto o publico foi atraído pelas tecnologias expostas. E obviamente um dos estandes mais movimentados que ofereciam demonstrações de realidade virtual era o da Sony com o seu PlayStation VR, que ainda não conta com uma previsão de lançamento no Brasil. O acesso era bem restrito, sendo necessário chegar bem cedo a feira para conseguir uma senha para testar o aparelho.

PlayStation VR
Definitivamente o designer de produtos da Sony curte muito luzes coloridas.

Quando fui experimentar, o expositor me deu as orientações de praxe sobre possíveis enjoos e explicações sobre o jogo, sempre com a simpatia notável do pessoal da Sony, que eu só sinto sendo replicada no evento pela Microsoft. Logo de cara, o que mais me chamou a atenção foi a leveza e conforto do PlayStation VR, que eu consegui ajustar facilmente ao meu rosto. Não sei se em períodos de uso mais longos haverá algum problema, mas nesse quesito a primeira impressão foi muito boa. Por outro lado, é essencial que seja utilizado um fone de ouvido que fique preso bem firme a cabeça, uma vez que movimentos mais bruscos podem fazer com que ele saia, o que chegou a acontecer comigo durante a demonstração.

Dentre os jogos disponíveis, o que eu experimentei foi REZ Infinite, versão adaptada para realidade virtual do clássico shooter on rails e altamente psicodélico originalmente lançado para Dreamcast, que posteriormente ganhou versões para PS2 e Xbox 360, sendo esta última em HD. No entanto, foi curioso ver como a maioria das pessoas pareciam não conhecer o jogo, dando pouca importância a ele frente às outras demonstrações.

REZ

Para quem não conhece REZ, ele tem um funcionamento bem simples. Enquanto o seu personagem percorre o cenário automaticamente, com o analógico você movimenta a mira pela tela, enquanto com um botão você atira. Porém diferente de outros jogos do gênero, o tiro só é disparado quando você solta o botão, e somente com um inimigo na mira. Também é possível segurar o botão de tiro, passar a mira por até oito inimigos e só então efetuar o disparo de uma única vez, fazendo uma espécie de combo.

E eu devo dizer que tudo isso no PlayStation VR ficou fantástico, eu rapidamente fui envolvido por aquele universo surreal, de gráficos extremamente coloridos e bonitos. Usar a cabeça como se fosse o analógico do controle foi extramente simples e intuitivo, e devo dizer que o jogo ficou até um pouco mais fácil por conta disso, eu rapidamente terminei a demonstração que consistia em uma das fases do jogo original, em que o chefe é uma espécie de disco voador protegido por uma série de cubos que se coordenam para proteger o núcleo em diversas formas, inclusive uma humanoide, sendo o meu preferido desse jogo. Durante a batalha, ele se movimentava por vários pontos do cenário, inclusive pelas minhas costas, o que me obrigou a me retorcer um pouco no sofá aonde eu estava sentado, sendo nesse momento que o fone de ouvido caiu da minha cabeça. Diferente de outros jogos para realidade virtual, que tendem a ser mais cadenciados, REZ tem um ritmo mais frenético, me exigindo em alguns momentos essas mudanças mais bruscas de postura, o que não me causou nenhum desconforto ou enjoo, mas deu para perceber que joga-lo sentado não é a melhor opção.

Uranus Tera
Uranus Tera é um dos chefes mais memoráveis de REZ, e foi uma escolha mais que acertada para a demonstração do PlayStation VR, por constantemente mudar de forma e trocar de posição no cenário, exigindo que você movimente bastante a cabeça.

Embora REZ seja um jogo visualmente bem longe da nossa realidade, a imersão que ele proporciona é bem singular até o momento, ainda mais para quem como eu gosta muito do jogo, sendo de longe uma das coisas melhores opções disponíveis para o lançamento do aparelho, tendo me feito ter saído de lá com muita vontade de ter um PSVR. Apesar de adaptado para realidade virtual, o jogo também funcionará normalmente no PS4 tradicional, sem a necessidade do aparelho.

O PlayStation VR tem lançamento previsto para 13 de outubro nos Estados Unidos, mesmo dia de lançamento de REZ Infinite para PlayStation 4.

Gear VR

Outro aparelho de realidade virtual que pude testar foi o Gear VR, da Samsung. Sendo um suporte que transforma o seu smartphone em um dispositivo VR, o aparelho bem mais simples e barato do que o PSVR, também é bem leve, mas eu senti um pouco de dificuldade em ajustá-lo ao meu rosto, o que é até compreensível visto que estava sendo utilizado por diversas pessoas no evento.

Gear VR

O jogo disponível, baseado no filme Esquadrão Suicida, consistia em um dos personagens do filme em um ponto fixo do cenário disparando projéteis contra hordas de adversários. Assim como REZ Infinite, a mira era feita com o movimento da cabeça, porém o disparo se dava através de um leve toque na lateral do visor. Ainda que obviamente seja um jogo bem mais simples, não deixou de ser divertido e bem intuitivo, em pouco tempo eu já estava conseguindo acertar diversos headshots nos adversários.

O Gear VR já se encontra disponível aqui no Brasil, com preços que circulam pela casa dos R$ 600,00, e é compatível apenas com alguns aparelhos da linha Galaxy, sendo uma opção para quem quer ter a a experiência da realidade virtual sem ter que desembolsar grandes quantias de dinheiro.

* Revisado em 14/07/2017 às 01:52:40

REZ
REZ

Estúdio: 
Plataformas: Dreamcast, PlayStation 2, PlayStation 4, PlayStation VR e Xbox 360

Suicide Squad: Special Ops
Suicide Squad: Special Ops

Plataformas: Android, Gear VR, iOS, Mac e Windows

Compartilhe

Pin it


Leia também...



7 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de Cyber Woo
    Cyber Woo
    08/09/2016 às 10:13:19   localizacao Itu
    Eu particularmente não me importo muito com essa tecnologia, mas queria ter experimentado. Talvez mudasse de idéia, sei lá, hahaha!

    Eu não conhecia esse REZ, e olha que tive o DC, mas pelo que pufe conferir em vídeos, o seu design casa muito bem com a realidade virtual oferecida por esses óculos.

    Agora o Gear VR não esta com um preço ruim, mas se não tem para WP, então não me interessa xD

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      13/09/2016 às 01:09:25   localizacao Vespasiano - MG
      REZ para mim é um dos três melhores jogos do DC. Se tiver acesso a alguma das versões, seja DC, PS2 ou X360, experimente em pestanejar.

      Olha, o Gear VR é restrito até para quem tem Android, já que ele só é compatível com alguns modelos da linha Galaxy.

    Responda!
  • avatar de Ulisses 8Bits
    Ulisses 8Bits
    08/09/2016 às 19:53:34   localizacao Curitiba
    VR sempre chama atenção por ser algo "novo". O legal vai ser quando ele estiver em venda para a massa, aí sim a gente vai saber se a tecnologia vai pender para conquistar um nicho ou vai seguir a "escola" da TV 3D e controles de movimento, que marcaram uma geração para nunca mais voltar.

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      13/09/2016 às 01:12:42   localizacao Vespasiano - MG
      Infelizmente vai demorar alguns anos ainda para se popularizar, por conta do preço. Mas é uma tecnologia infinitamente mais estruturada do que o 3D, mas acho errado pensar em realidade virtual como um substituto do modo como jogamos, provavelmente será um novo segmento, que talvez se torne maior que o atual ou não.

      Ah, sensores de movimento nunca foram embora, eles estão presentes de uma forma ou de outra até hoje, inclusive realidade virtual se apoia muito neste tipo de tecnologia.
    • avatar de Ulisses 8Bits
      Ulisses 8Bits
      13/09/2016 às 02:53:00   localizacao Curitiba
      Isso é verdade. Até o meu velho Ipod tem sensor de movimento kkkkkkk. Mas acho que esta tecnologia sempre vai dar suporte e nunca mais vai ser a protagonista, como ela foi com o Nintendo WII.

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    13/09/2016 às 20:58:20   localizacao SP
    "Um clássico do Dreamcast..."
    Quem que liga pro Dreamcast???
    Err... digo...
    Esse REZ me lembrou Space Harrier, de certa forma. Com a mecânica de "tiro" do Darksiders (1).
    Mas esse tróço psicodélico em VR deve ser uma insanidade. Vômito garantido ou seu dinheiro de volta! Legal, quero vomit... digo... quero jogar!

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      15/09/2016 às 15:19:40   localizacao Vespasiano - MG
      Seguistas fajutos são complicados viu, rzs.

      Cara, eu não tenho problemas de enjoo em geral, nem em barcos, então não sei, para mim foi de boa. Você que costuma ter problemas eu já não sei, mas acredito que não dê nada, aquele lance da taxa de quadros mais alta ajuda bastante.

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé