logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! Papo Livre

O Que Significa Nova Geração

Vou fingir que entendo alguma coisa de hardware e dar o meu pitaco sobre essa guerra maluca de números.

autor Rafael "Tchulanguero" Paes   datahora 12/03/2014 às 12:24:20   tagarelices 18

Vou fingir que entendo alguma coisa de hardware e dar o meu pitaco sobre essa guerra maluca de números.


Geração após geração, é sempre a mesma história: todo mundo fica ansioso para saber quais os próximos avanços tecnológicos que serão enfiados naquelas pequenas caixas de plástico que tanto adoramos, e o quanto isso vai tornar os jogos que gostamos cada vez mais grandiosos. E apesar de as vezes as empresas prometerem demais e cumprirem de menos, no final das contas nós acabamos nos divertindo pra caramba e recebendo jogos fodas que nem imaginávamos que um dia veriam a luz do dia. Mas se no começo, a briga para ver que tinha o console mais rápido ou com melhores gráficos era relevante, na geração passada a Nintendo pegou todo mundo de "calças curtas" e começou a colocar em dúvida esse conceito de nova geração. Primeiramente, vamos colocar uma coisa na cabeça: a idéia de nova geração além de ser muito subjetiva, é mais uma questão de mercado do que técnica. Pegue as duas primeiras gerações de consoles por exemplo, e vocês verão que é uma mistura maluca de tecnologias que muitas vezes pouco tinham semelhança, até porque era uma época maluca mesmo. E mesmo nas gerações seguintes, volta e meia rolavam algumas discrepâncias entre o console mais fraco e o mais forte. Quem aí já fez um comparativo entre Dreamcast e o Xbox "Caixão" por exemplo? Pois é.

Dreamcast Vs Xbox
Seria uma nova série do Vão Jogar!?

Aliás, esse é o erro que eu mais vejo o pessoal cometendo: o de definir geração através de números. Vamos pegar os PCs como exemplo, que aliás, hoje são considerados o suprassumo dos jogos eletrônicos. O pessoal um pouco mais velho vai lembrar da famosa linha de processadores da Intel chamada Pentium. Essa linha de processadores teve muitas revisões e variações, mas o que eu vou chamar aqui de "linha principal", recebeu quatro grandes revisões, que seriam as gerações da linha Pentium. Agora um papinho pseudo-técnico chato, mas que vai ajudar vocês a entender o meu ponto. A primeira geração do Pentium tinha processadores que em seus vários modelos variavam a freqüência entre 60 Mhz e 300 Mhz. A segunda, entre 233 Mhz e 450 Mhz, a terceira entre 450 Mhz e 1400 Mhz e a quarta, entre 1300 Mhz e 4000 Mhz. Entenderam aonde quero chegar? Se você olhar apenas um aspecto deles e compará-los através dos números, o mais "violento" da geração anterior pode ser melhor que o mais fraco da geração posterior... o que é uma análise muito "tapada", já que é muito inocente pensar que somente a freqüência do processador é que melhorou.

ETs do Pentium 4
Pentiuuuuuuuum!

E então voltamos aos videogames e chegamos a geração atual. Quantos de vocês já não presenciaram em grandes sites, aquela competição que eu não preciso dizer do que, em que caixistas e sonystas brigam para saber qual o console tem as especificações melhores? É um tal de termo técnico para cá, termo técnico acolá, que eu fico pensando se realmente as pessoas tem noção do que estão falando. Nem precisa falar muito então de como o atual console da Nintendo é tratado, sendo taxado de console da geração passada. Confesso que estou achando um bocado estranho a suposta dificuldade do Xbox One em rodar jogos em 1080p a 60 quadros, já que foi algo já visto algumas vezes na geração passada e esperava-se que fosse algo padrão na atual, ainda mais com todo o marketing de "videogame foda" feito em cima, mas sério galera, vocês já jogaram o treco? A Microsoft pode até amargar a terceira posição na minha listinha de preferidas, mas se tem uma coisa que eu não faço é desdenhar do poderio do seu console. Aliás, esse tipo de problema normalmente tem mais relação com otimização do que com potência ou inovação. Parece que jogador ainda não acostumou com essa primeira leva de jogos que todo console recebe, principalmente agora que eles já atingiram uma maturidade tecnológica muito grande. Visite os primeiros jogos da geração passada e compare com os últimos, vocês vão entender do que eu estou falando. Atualmente, isso ainda é muito agravado pela política de menor esforço das produtoras, onde tudo é feito da forma mais genérica possível e encaixado de qualquer forma em todas as plataformas, afinal, ninguém quer "perder tempo" reescrevendo jogo do zero para cada console. Na geração passada, a galera do PS3 sofreu um bocado com isso, recebendo ports horrendos de jogos que rodavam tranqüilamente na concorrência, apesar da superioridade numérica do seu hardware.

Titanfall
Titanfall, uma das grandes promessas do XOne, mas que não roda em Full HD. Preocupante? Importante?

Muito se discute também sobre a necessidade de ciclos de geração tão curtos, já que o console sempre chega ao seu ápice no final da geração, não tendo tempo de aproveitar melhor essa fase. Contra essa idéia, surge a galera do "hardware superior", principalmente os adoradores do PC e suas resoluções impossíveis de caber em um único monitor. Aliás, apesar de realmente o computador ter uma larga vantagem técnica e possuir preços de jogos escandalosamente mais conta, não se iludam com as suas facilidades: além de sofrer muitas vezes com problemas de otimização, até por não se tratar de uma máquina 100% dedicada, você dificilmente irá passar uma geração inteira sem trocar uma peça ao outra, a não ser que você torre toda a sua grana em um supercomputador e não se importe de ir configurando os jogos conforme eles forem ficando mais pesados... ou seja, pelo menos na máquina, você acaba gastando muito da mesma forma. Talvez iniciativas como as Steam Machines resolvam esse problema a curto prazo, mas isso só o tempo dirá. E não vamos esquecer também, que quanto mais potente for um hardware, mais caro ele é... será que as pessoas estão realmente dispostas a pagar um preço maior do que o pago nos consoles atuais, só para ver um pouco mais de memória ali dentro?

Steam Machine
Futuro?

No final das contas, eu sou da opinião de que as pessoas deveriam se preocupar mais com os jogos do que com o número de processadores que tem no analógico direito do controle dela. Não que eu seja contra a evolução tecnológica, muito pelo contrário, é claro que eu acho foda esses jogos novos com cenários gigantes e gráficos embasbacantes que nem cabem dentro da minha televisão, mas a tecnologia deve servir aos jogos e não o contrário. A partir do momento que novas possibilidades se criam, não tem porque eu me preocupar se o meu videogame é "maior" ou "menor" do que o concorrente, seja no número de núcleos ou nas funcionalidades do controle, o importante é termos jogos fodas. Aliás, se vocês forem analisar com muita calma, vão ver que qualquer que seja a sua opção ou preferência, vocês vão estar extremamente bem servidos. Então liguem o seu videogame preferido, não importa se ele tem sete modos ou processamento explosivo e Vão Jogar!

Compartilhe

Pin it


Leia também...



18 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de Reginaldo
    Reginaldo
    12/03/2014 às 12:37:27   localizacao Minas Gerais
    O que eu mais vejo,e gente brigando por consoles,dizendo que o ps3 é melhor do que xbox 360 e tal.Acho que eles são muito infantis,ou são retardados mentais!

    Responda!
  • avatar de Thiago "T-ROK"
    Thiago "T-ROK"
    12/03/2014 às 12:38:58
    Definição de Geração: Período de tempo, geralmente de 5 ou 6 anos, definido mercadologicamente entre as empresas para o nascimento do sucessor de seu console atual. Apenas isso... xP

    Responda!
  • avatar de leandro (leon belmont) the devil summoner
    leandro (leon belmont) the devil summoner
    12/03/2014 às 13:10:57   localizacao Recife-Pe
    ainda acho que não vale a pena AINDA a ter um PS4 ou Xone (nome Horrível!!!). daqui a 2 anos talvez.

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    12/03/2014 às 13:28:29   localizacao SP
    Vc e seus assuntos polêmicos... continuo dizendo que tô curtindo! kkkkkkkkkkkkkkk
    Tá aí outra coisa que incomoda bastante, essa briguinha idiota de especificações.
    Vamos lembrar que nem sempre o melhor console "venceu" a geração. Exemplo mais besta possível: Master System vs NES. O NES fez MUITO, mas MUITO mais sucesso que o Master, todos sabemos disso (a não ser que a pessoa só olhe o mercado brasileiro), mesmo que o console da SEGA fosse melhor como hardware em si.
    Essa de chamarem o Wii U de geração passada é dose... dá até dor de barriga!
    Bem lembrado o lance do PS3 ter ports péssimos de alguns jogos ou pelo menos que ficavam abaixo do X360, mesmo com o hardware bem melhor (a maldição da programação mais complexa).
    Outro ótimo ponto foi o dos PCs, eu sempre falo isso pra quem fala que paga menos nos jogos, mas as pessoas fingem que não é com elas.
    Sobre a preocupação com jogos, apoio totalmente, e sei que muita gente pensa assim também. Vc pode me odiar pelo que vou dizer, mas muita gente (claro, com condições) optou na geração passada (ainda estranho usar o "passada" pra essa geração) por ter um dos "irmãos HD" e um Wii, pois sabia que se divertiria com os jogos da Big N ao mesmo tempo que encararia o que saiu para os outros consoles. Tudo pq estava preocupada com os jogos, e não com o tamanho do pinto do console. Sim, usei o termo tamanho do pinto, já que vc não lembrou de fazer... kkkkkkkkkkkkkk
    Tudo isso é culpa da SEGA com o Blast Processing do Mega Drive... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Zueira...
    Mais um ótimo assunto levantado!
    Chega, fui! Abraço!

    Responda!
  • avatar de zephyrous
    zephyrous
    12/03/2014 às 21:07:22   localizacao Betim
    Eu sempre olho essa de geração por tempo mesmo, não fico ligando muito a potência e tal. Me lembro de um dia ver, acho que num podcast antigo do extinto Orion Games sobre essa questão e a maioria colocou o Zeebo como da mesma geração do Ps3 e Xbox 360, deu um bate boca engraçado,kkkk e no final, aproveitando que você colocou a foto pra ilustrar o assunto, sim, ele é da 7ª geração!kkkk Só quem jogou Boia Cross sabe o que é emoção de verdade...

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    13/03/2014 às 01:12:39   localizacao Vespasiano - MG
    @Reginaldo

    Na verdade eu acho que são adolescentes mesmo, hwa hwa hwa.

    @Thiago "T-ROK"

    Bem por aê mesmo. É que na verdade, esse é um termo bem genérico usado de maneiras diferentes em áreas diferentes :)

    @leandro (leon belmont) the devil summoner

    Para a maioria do pessoal não vale mesmo. Mas para quem tá com uma grana sobrando, porque não? He he he.

    @Gamer Caduco

    Nem é polêmico, hwa hwa hwa.

    Isso aliás chega a ser outra bobagem, esse lance de vencedor da geração. As vezes rola do console menos vendido ter dado lucro suficiente para empresa, tipo o que rolou com a Nintendo e o GameCube.

    Pois é, PC não tem vantagem nenhuma de preço no hardware, dá na mesma. Mas nos jogos é foda, ainda mais quando você joga Steam na equação.

    Poxa cara, eu só não tive um dos "gêmeos HD" por condições financeiras mesmo, se não tinha feito o mesmo, rzs. Ah, quem lembrou agora foi você :P

    @zephyrous

    Pior que já tive uma discussão dessa em um fórum também, em que eu falava que o Zeebo era da sétima geração. Eu até achava a idéia dele bacana, com o lance de baixar os jogos online e tal, mas o preço era meio alto, não? Aliás, você tem um né? He he he.

    ---

    Valeu kambada, abraço!

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    13/03/2014 às 08:24:39   localizacao SP
    Verdade sobre bobagem de vencer geração, papo de "mídia" e rodinha de amigos. Mas nem foi nesse sentido que quis dizer, digo mais no lance de vender/lucrar mais. O importante pra empresa é sim é render um lucro pra se manter em pé, mas quanto mais lucrar, melhor. E somente potência de hardware não é suficiente pra isso. Falando na geração que vc mencionou, vai me dizer que o PS2 era o melhor hardware? Não! É isso que as pessoas precisam entender. E este é um exemplo mais recente que o que eu falei no primeiro comentário.

    Sim, em matéria de jogos o Steam somado a Humble Bundle faz o software ter um preço bem reduzido em comparação aos consoles, especialmente no Brasil. Mas no fim das contas, o gasto total acaba sendo bem similar no caso de PC e Consoles. E mais, quem tem tempo pra jogar uma porrada de jogos hj em dia? rs

    Bom, chega!

    Responda!
  • avatar de Sekto
    Sekto
    13/03/2014 às 10:09:59   localizacao São Luís-MA
    Rapaz, eu acho mesmo besta essa comparação de dizer que um console é melhor que outro e tal, pq no fim voces sabem que o Playstation é o melhor de todos né?
    :-P
    Brincadeira rsrs
    Só queria lembrar dos amigos que dizem não ligam pra certas coisas mas na hora querem defender as empresas como se trabalhassem pra elas.
    Talvez eu fuja do assunto que você levantou mas queria dizer que sobre "novas gerações", não adianta o pessoal reclamar de nada que acontece ou se cria pois no fim quem molda uma geração futura são os próprios gamers-consumidores.Os caras não iam fazer uma coisa tão sem sentido se não tivessem um foco(falo de TV, SKYPE,etc).

    Responda!
  • avatar de zephyrous
    zephyrous
    13/03/2014 às 18:42:54   localizacao Betim
    Sim, eu tenho um Zeebo...kkkkkk junto com outros fracassos,kkkkk mas gosto do pobre coitado... eu paguei coisa de 250 eu acho na época do lançamentokkkkkk

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    13/03/2014 às 22:26:15   localizacao Vespasiano - MG
    @Gamer Caduco

    Eu entendi o que você quis dizer, só aproveitei o gancho mesmo, he he he.

    Pois é, o PC tá passando por um processo semelhante ao que rolou por aqui na época do PS1, onde era tão fácil de conseguir os jogos, que você acabava não jogando nada direito. Eu mesmo uma vez comprei um Humble Bundle que até hoje não joguei quase nada.

    @Sekto

    Isso é meio normal na internet, a galera adapta o discurso para defender a empresa que gosta. Não que as pessoas não tenham o direito de mudar de opnião, mas as veze mudam rápido demais.

    E sim, concordo com isso e é algo que já falei por aqui tempos atrás, quem define o mercado somos nós, jogadores.

    @zephyrous

    Hwa hwa hwa, o dia que rolar aquele churrasco aê em Betim, nós jogamos :P

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    14/03/2014 às 14:14:34   localizacao SP
    Tô com esse problema do Humble Bundle também, Tchula...
    Aliás, tô com esse problema no PS3 por causa da PS Plus...
    Preciso ficar rico logo e parar de trabalhar...
    kkk

    Responda!
  • avatar de João Roberto
    João Roberto
    15/03/2014 às 09:12:48   localizacao Apucarana - PR
    Fala, Tchulanguero!!Buenas?

    Cara, esse texto encaixa perfeitamente com o que penso, principalmente porque, para mim, quem perde tempo fazendo comparações assim ("Caixistas versus Sonistas / Caixistas e Sonistas versus Nintendo")acaba não se divertindo de verdade, basta ver as milhões de comparações no Youtube do tipo "CoD: Modern Warfare 3 - X360 x PS3 x Wii x PC". Imagino o tempo que o povo perde preocupado com isso...

    Agora, você escreveu algo interessante sobre a leva inicial de qualquer aparelho. Eu andei jogando alguns jogos da primeira leva do PS2 recentemente e o que vi foi decepcionante, afinal, lendo tudo o que era escrito na época de como tudo era maravilhoso e tal (não pude jogar os games enquanto eram lançados,já que não tinha um PS2) e me deparei com gráficos pobres. Pra dizer a verdade, parecem mais com o que o PS1 fazia, só que mais bonitos, o "filé" do PS2 veio depois e isso é igual com qualquer aparelho. Bem, isso a gente já sabe, rsrs.

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    17/03/2014 às 22:40:40   localizacao Vespasiano - MG
    @Gamer Caduco

    Hwa hwa hwa, eu também preciso :P

    @João Roberto

    Fala Professor!

    Eu nem sou contra essas comparações não, até porque as vezes rola uma curiosidade mesmo. O foda é que isso normalmente vira lenha para fogueira.

    Pois é, jogo de início de geração normalmente é meia-boca mesmo, salvo raras exceções. Esse fim de semana mesmo, estava jogando a porcaria do Mortal Kombat: Armageddon para Wii, e o jogo consegue ser mais feio que os anteriores para GameCube, rzs.

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    25/03/2014 às 13:12:17   localizacao São Luís - MA
    @Tchulanguero

    Se você fizer uma saga Dreamcast Vs. Xbox, pode demitir a gente porque você vai ter leitor for the eternity com ele e Dreamcast Vs. PS2, huahuahuahuahu

    Em relação a essa New generation aí, eu sinceramente me abstive de ler e comparar dados técnicos de um ou de outro. Eu já sabia desde o começo que, quando fosse realmente mudar para uma nova geração, essa seria com o PS4, já que a Sony é a empresa que atualmente detém minha preferência, até mesmo pelos seus exclusivos, como inFamous que já vai sair pro console, e a esperança de um novo Uncharted. Acredito que inicialmente o pessoal da Sony consiga se dar melhor no desenvolvimento de jogos para o PS4, não só pelo hardware, mas pela experiência de desenvolvimento para jogos em blu-ray, diferente da MS que usava DVDs. Mas isso não quer dizer que a galera do X1 não consiga se acostumar a tempo recorde e ser tão boa, ou até melhor que a concorrente.

    Ainda acredito que, mesmo com os novos consoles no mercado, não se deve parar de produzir jogos para X360 e PS3 tão cedo. Vejam The Last of US e Uncharted 3, os jogos da Sony que conseguiram aproveitar 100% do potencial do PS3: jogos lindíssimos, com qualidade em todos os seus aspectos, e nem ficam muito atrás dos jogos que estão saindo nessa nova fornada de PS4 e X1. Vida longa aos nossos PS3 e X360!

    Feliz ou infelizmente, adiantei minha compra do PS4 para meu aniversário do ano que vem. Mas isso só porque o Assassin’s Creed Unity vai ser exclusivo da nova geração e eu não vou aguentar ver todo mundo jogando ele e eu só babando...

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    26/03/2014 às 01:14:42   localizacao Vespasiano - MG
    @sucodelarangela

    Hwa hwa hwa, num é?

    Hum, não creio que a mídia influencie muito nessa questão. Mas de fato, também acho os exclusivos da Sony mais interessantes.

    Olha, se você olhar já estão parando, os grandes anúncios já começam a não incluir mais eles, é aquela coisa forçada para fazer todo mundo trocar de console... olha você aê querendo um PS4 por conta do ACU.

    Responda!
  • avatar de sucodelarangela
    sucodelarangela
    26/03/2014 às 13:58:08   localizacao São Luís - MA
    @Tchulanguero

    Eles estão sumindo mesmo, mas a maioria dos games que eu quero ainda sairão para PS3... com exceção do AC Unity e do inFAMOUS Second Son.

    Responda!
  • avatar de Willi Weiss
    Willi Weiss
    04/04/2014 às 14:48:33   localizacao Maravilha - SC
    Nova geração. Que assunto amplo! Dá pra fazer textos de 3 ou 4 páginas sobre isso! Mas vou tentar dizer apenas o que melhor convir.

    No conceito que eu tinha, uma nova geração de consoles deveria surgir apenas quando a anterior não conseguisse mais dar conta dos interesses dos desenvolvedores. E assim foi durante uma época (eu acho). A Nintendo queria fazer um Zelda em 3D, o projeto não deu certo com o SNES + o acessório de CD da Sony, então #PartiuUltra64.

    Eu pensava assim, até chegar no Terceirão do Ensino Médio e começar a estudar o Capitalismo. Até ali, "Capitalismo era coisa das grandes empresas, das indústrias multinacionais", etc. Porém, quando comecei a estudar o assunto, nossa, como isso me assustou. Esse monstro chamado Capitalismo existe, e está presente em todos os lugares o tempo todo! Do Mercadinho da Esquina até a Sony, Microsoft ou Nintendo. Aqui estamos nós, com videogames potentes com um hardware "pica das galáxias" (não vamos entrar em termos técnicos que o videogame está muito atrás do computador e blá blá blá, pra mim, assim como pro Tchulanguero, o que importa são os jogos fodas que estão rolando na minha TV, não o número de núcleos do processador). Pros jogos fodásticos de hoje em dia, o hardware do aparelho tem que ser voraz pra aguentar os jogos de hoje em dia em resolução de alta definição, com a qualidade gráfica apresentada e mantendo uma boa taxa de quadros por segundo. Não quero entrar em mérito de 30 ou 60 FPS, de slowdowns, de 720 ou 1080p. O que importa é que é um jogo bonito, que roda em alta resolução sem ficar todo travado. Repito: precisa de potência pra isso!

    E aqui estamos nós (enganchando a frase de antes, onde iniciei o argumento) com videogames com tamanho potencial os quais, agora que estão sendo usufruídos ao máximo, vão ser substituídos! Porra, em que mundo a gente vive! A resposta: Capitalismo. Eles precisam vender, eles não vivem só de jogos, agora que a maioria dos gamers já têm seu aparelho, precisam inventar um aparelho novo. O que é realmente uma pena, digo do fundo do coração. Joguei Assassin’s Creed IV no PS3, joguei GTA V, entre outros, e vi o quão deslumbrantes estes jogos estão, em consoles desta geração (pra mim ainda não é passada, os novos são da nova e estes são desta, onde já se viu chamar de passada quando ainda recebe títulos?). Vejo telas comparativas entre os jogos em suas versões geração atual/nova, e observo como a diferença gráfica é insignificante, não a ponto de ser digna de precisarem de um novo aparelho para lançar o jogo em sua perfeita "plenitude". Existe o lance de "começo de geração não se tira o máximo do console", mas é aí que eu quero chegar: nós já temos um monstro em mãos, que já exibe gráficos lindos, então o aparelho sucessor tem que, no seu mínimo aproveitamento de hardware, dar um show no atual. E não é isso que ocorre, o jogo é praticamente o mesmo. Assim como o Tchulanguero se referiu, que o modelo top dos processadores anteriores é melhor que o pior dos atuais. Entendem o que eu quero dizer? A gente já tem consoles com muito poder, não faz sentido trocá-los por algo que, por hora, tem o mesmo poder. Esperassem um pouco mais, extraíssem um pouco mais do potencial que alcançaram nos últimos anos! Sim, estão fazendo isso, lançando os jogos para a nova e também para a atual. Mas acho que a nova poderia esperar mais. A atual consegue fazer o que a nova faz sozinha, sem a necessidade de se tornar a "plataforma secundária".

    Estou muito satisfeito com meu PlayStation 3 e com o que ele pode me oferecer e têm me oferecido. Não escondo minha ância por jogar o Batman Arkham Knight que anunciaram apenas para PC e para os consoles da nova geração. Mas acho que ainda é muito cedo para trocar. Porém, não escondo que se eu tiver dinheiro e surgir uma oportunidade boa para adquirir um console da nova geração eu irei fazê-lo, afinal tudo que escrevi no parágrafo anterior é como eu gostaria que fosse, mas não como de fato é, os títulos fodões começarão a pintar nos consoles next-gen agora. Obviamente minha preferência será pelo PS4, por causa das séries Ratchet & Clank, Uncharted e The Last of Us. Gostaria muito de jogar os novos exclusivos da Nintendo, mas não quero um console onde só tenha eles pra jogar (desculpem a ofensa).

    Concluindo, acho que os hardwares dos consoles atuais são fortes demais para serem substituídos de 6 em 6 anos, como vêm acontecendo.

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    04/04/2014 às 18:58:59   localizacao Vespasiano - MG
    @Willi Weiss

    Embora esse não tenha sido o meu ponto de discussão, o que você disse está totalmente correto. Geração de consoles é de fato algo definido mais pelo dinheiro do que pela tecnologia. O Thiago "T-ROK" falou isso nas tagarelices acima.

    Tanto que nos divertimos até hoje com consoles velhos e muitas vezes ainda rola aquela sensação de novidade quando jogamos algo que haviamos deixado passar antes.

    Valeu pela visita, abraço!

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé