logo Vão Jogar!
logo Vão Jogar! EsculachoMetroid: Other M

Samus quer ser mamãe

Análise de Metroid: Other M - Eu não odeio esse jogo, só acho ele ruim... eu juro!

autor Rafael "Tchulanguero" Paes   datahora 07/11/2014 às 08:38:12   tagarelices 14

Eu não odeio esse jogo, só acho ele ruim... eu juro!


Vamos lá Tchulanguero, respira fundo... vamos, ânimo, está todo mundo te olhando...

Bom, se tem uma coisa que é de domínio público, é que minha série preferida é Metroid. E também é de conhecimento geral que eu tenho uma certa implicância com o último jogo que foi lançado, Metroid: Other M. E é sério galera, eu tenho meus motivos... fortes motivos.

Eu não queria ser injusto e deixar que as memórias, no meu caso quase sempre erradas ou inexistentes, fizessem com que eu escrevesse de uma forma preconceituosa, então resolvi colocar o meu disco pra rodar ali no meu Wii e jogar o começo do jogo e, me perdoem os palavrões, mas... puta que pariu, que começo chato do caralho! Sério gente, deu até vontade de jogar Final Fantasy VIII... e Final Fantasy VIII também é chato para kct! Quem foi que escreveu essa merda? Ah, desculpem, agora eu me lembrei que foi o senhor Yoshio Sakamoto, basicamente o co-criador da série ao lado do saudoso Gunpei Yokoi e escritor do roteiro de Super Metroid... Super Metroid cara! Sério, eu ainda vou encontrar o Sakamoto de bobeira na rua, suspender ele pelo colarinho, olhar nos olhos dele e perguntar: Porque? Ou seria Por que? Porquê? Por quê? Foi mal galera, eu desisti de decorar essa regra gramatical a muito tempo, sério mesmo.

Yoshio Sakamoto
Olha o culpado de tudo .

Ok, eu sei que nesse momento vocês não estão entendendo nada (novamente) e estão preocupados com a minha saúde mental. Não se preocupem, eu sou assim a trinta e poucos anos e tenho sobrevivido bem, as vezes fico um pouco mais atacado, mas hey, quem não fica as vezes... não é mesmo Senhorita Angela e Senhores João e Hugo?

Certo Rafael, foco, foco!

Vamos do começo. Depois de Super Metroid, o melhor jogo do Super Nintendo, a série entrou em um hiato de vários anos que eu estou com preguiça de pesquisar agora quantos foram. Mas foi tipo, um tempão. Samus no Nintendo 64? Só no primeiro Super Smash Bros. Mas eis que a Nintendo criou o GameCube e na mesma época deu uns trocados em um estúdio gringo chamado Retro Studios, que não tinha muito o que fazer, então ficava desenvolvendo umas engines malucas para FPS. Pois bem, como esse pessoal estava só dando prejuízo sem fazer nada de útil, os japas mandaram a loirinha de armadura para eles e falaram: "faz alguma coisa aê". Os gringos começaram a fazer então o tão esperado jogo 3D de Metroid, com visão em terceira pessoa como todo mundo queria. Só que tio Shigeru foi ver como estava ficando e achou uma merda, mas como fã de FPS que é (isso é verídico) falou assim: "esse Metroid tá uma bosta, mas eu curti esse FPS genérico que vocês estão fazendo, então joga uma skin da Samus por cima e pode mandar para a prensa". As palavras foram exatamente essas, eu juro. Enfim, Metroid Prime foi um sucesso, vendeu bem pra caramba e ganhou mais quatro jogos, sendo um deles um pinball. Se um jogo ganha um spin-off de pinball, é porque terá sucesso e fama para o resto da vida... não, espera, existe Sonic Spinball né?

Ok, Prime transformou brilhantemente Metroid em um FPS baseado em exploração, altamente aclamado pelo público e crítica e... e... jogador é tudo um pé no saco mesmo. Sim, é óbvio que uma galera ficou de birra porque não gosta de FPS, e blá, blá, blá. No final das contas, o Iwata chegou e falou: "tá bom galera, vai ter Metroid novo, vai ser com visão de lado, vai ter gráfico foda, vai ter história da hora, e vai ter a Samus peituda fazendo top less..." [corta para um cara cochichando na orelha do Iwata] "ok galera, só a Samus peituda mesmo". E assim foi cagado Other M, fim! Bom final de semana gente, divirtam-se e vão... tá bom, tá bom, eu ainda não expliquei.

Samus
Putz, até havia me esquecido da pinta no queixo...

Na cronologia oficial, Super Metroid está lá no final e depois dele só o Fusion. Ou seja, Samus já é uma guerreira Chozo mais do que experiente, que paga o seu carnê do INSS em dia e torce para ter logo uma bela e gorda aposentadoria. Enfim, ilusões da caçadora de recompensas com o sistema previdenciário a parte, o fato é que acharam uma boa jogada comercial enfiar um jogo nesse intervalo, feito por uma empresa parceira "especialista" em peitos, explorando um lado mais humano da Samus e retornando com uma jogabilidade mais próxima da série 2D. E ainda que não seja uma ideia inteiramente ruim, o problema foi a execução mesmo, mas vamos por partes, né?!

Samus e Adam
Samus radical fashion rebelde adolescente.

Tirando o elefante branco da sala, a história de Other M é um lixo! Ow, é sério, eu não tenho problema nenhum das pessoas acharem a história desse jogo legal, eu também gosto de coisas que são uma merda, mas eu ao menos reconheço que elas são uma merda. E não existe argumento que sustente o roteiro furado, ilógico, chato e machista de Other M. Caramba, tentaram forçar tanto um sentimento de maternidade na Samus em relação a uma larva alienígena que tem como única função sugar a energia alheia, que uma maldição caiu sobre o mundo: toda vez que ela pronuncia a palavra "baby", um bebê panda morre. E como assim do nada a nossa caçadora de recompensas fica completamente submissa a um babaca sádico que sei lá de onde ela tirou que é amigo? Na boa, eu não quero mais falar sobre isso. Se quer mais detalhes, vai aqui um excelente texto sobre o assunto, cheio de explicações e spoilers para você se divertir... ou não.

Caramba, como é bom desabafar.

Continuando, se você encarou a introdução do jogo, que aliás é um puta spoiler do final de Super Metroid, relaxa, nesse momento você já viu que a história não tem salvação e dali em diante você vai se divertir mais pegando os furos de roteiro óbvios e imaginando a Samus atirando um míssil na boca do Adam. E sinceramente, depois que você chega nesse estado tudo fica melhor, afinal, querem alterar um monte de coisas na cronologia? Querem inventar um monte de baboseiras, do tipo "Samus precisa estar concentrada para que a armadura dela permaneça em seu corpo"? Beleza galera, apenas me entreguem uma boa jogabilidade, repleta de exploração, afinal esse sempre foi o cerne de Metroid, certo? Não, errado!

Bottle Ship
Espera, mas isso é uma mam...

Metroid: Other M... que aliás se abrevia M:OM... caramba, até aqui eles forçam a barra! Pior que isso seria somente se rolasse uma estação em forma de mamadeira gigante e... e... deixa pra lá. Então, nesse jogo você vai usar o Wiimote de lado, naquela posição meio incomoda que todos nós acabamos acostumando. Sim, foi pra apelar para o sentimento de nostalgia da galera, chegando o mais perto possível da experiência de jogar o primeiro Metroid em um Nintendinho. O problema é que enquanto o primeiro jogo é de progressão lateral totalmente bidimensional, Other M é a porra de um jogo tridimensional! E se você até agora não ligou os pontos, eu explico: você vai ter que jogar um jogo TIRIDIMENSIONAL com a PORQUERA DO DIRECIONAL DIGITAL! Vocês sabiam que uma vez uma tal de Sony fez um controle sem direcional analógico, lançou um jogo 3D em que você pilotava um tanque contra zumbis e depois teve que fazer um novo controle com dois analógicos e relançar o jogo porque ninguém conseguia jogar aquilo direito? Pois é Team Ninja, nesse caso nem precisava mandar fazer outro controle, era só pedir pra encaixar um acessório chamado Nunchuk, que praticamente todo jogador de Wii tem!

Para piorar, eles ainda implementaram uma mecânica horrível, só para falar que o jogo é moderno e usa os sensores de movimento: a mecânica de atirar mísseis. Tipo, você tá lá jogando de boa, com o dedão esquerdo doendo, monstros aparecem, raios cruzam a tela, você grita e se desespera feito uma criança, mas você logo se acalma e lembra que você tem mísseis! Então você abandona a "posição de NES" do Wiimote, segura ele na posição de "ponteiro", mira no seu alvo, segura "B", espera a mira travar e por último aperta "A". Mais prático do que isso, impossível. E pensar que um tempo depois veio um jogo chamado Pandora’s Tower, que mostrou o que deveria ter sido a jogabilidade de Other M, ao invés desse "nem velho, nem novo".

Mas tudo bem, mexeram na história, a jogabilidade é meio estranha, as vezes você morre sem mais nem menos, mas sempre podemos contar com a exploração, aquele lance de passar por uma porta que só pode ser aberta depois com um item que será pego no futuro, ficar futucando cada pixel em busca de passagens secretas, aquele backtraking maroto que todos nós gostamos, não é? Então, como eu posso dizer... tem isso também não. É que tipo assim (estou ficando esgotado de tanto reclamar), para começar tiveram a brilhante ideia de que a Samus carrega todas as atualizações de armadura e itens de Super Metroid, mas ela só habilita quando o "amigo" dela, o tal do Adam, autoriza (mesmo que ele não saiba que ela tomou a decisão de não usar). E sim, isso incluí sofrer dano por altas temperaturas até o cara lembrar que ela tem uma proteção contra isso. E ela aceita de boa. Então não, não existem itens novos em Other M... aliás existe um sim, uma única melhoria para o tiro que mais serve para disfarçar a jogabilidade bizarra do que ser legal. Para não ser injusto, vou confessar que curti o Space Jump desse jogo. Pois bem, além desses decepcionantes fatos, saibam que tudo é milimetricamente indicado no mapa, inclusive os itens da sala, que aparecem logo após você matar todos os inimigos locais, o que é bem fácil. Caramba, antes tivessem mudado o nome desse jogo para qualquer outra coisa!

Samus Hell Run
E só agora você me avisa?

Então o que sobra no final de tudo, além de um filme B de péssima qualidade? E antes que me perguntem, sim, depois de zerar você pode literalmente assistir o jogo. Bom, sobra uma espécie de Ninja Gaiden genérico com roupagem de Metroid, uns gráficos e CGs realmente muito bonitos, embora eu não goste da direção de arte de ambos, e peitos. Sim, porque já não bastasse Samus se tornar uma menina chorona, submissa e inútil nesse jogo, eles fizeram questão também de fazê-la aparecer com a Zero Suit a cada cinco segundos por puro e desagradável fan service. Ah, não me perguntem da trilha sonora, minha televisão tem um problema com esse jogo que toda vez que eu coloco ele para rodar, a música desparece, restando apenas os efeitos sonoros.

Porém eu ainda afirmo, eu não odeio Other M, e nem acho ele a pior coisa do mundo. Jedi Power Battles é a pior coisa do mundo. Ele é só um joguinho meia-boca, assim como tantos outros, que se não carregasse o nome Metroid na caixa, ninguém ligaria. Existe uma galera que comprou a ideia da Samus mais humana, com sentimentos e blá, blá, blá, mas essa parece ser apenas uma minoria barulhenta, uma vez que o jogo não vendeu muito bem. Aliás, até hoje não entendi muito bem o que seria o tal Other M 2 que tanto enchem o saco, uma vez que esse roteiro queijo suíço é uma cópia mal feita do já mais ou menos roteiro de Fusion (também escrito pelo Sakamoto), nos deixando a dúvida se Samus tem ou não sérios problemas de memória.

Eu espero que no próximo jogo da série, seja lá ele em primeira ou terceira pessoa, a Nintendo passe a bola novamente para a Retro, e o foco volte a ser a boa e velha exploração. Sinceramente eu preferia algo mais pesado como foi Metroid Prime 2, mas já que o povo é uma cambada de preguiçoso e que adora uma historinha, acho que seguir a linha de Metroid Prime 3 é razoável. Mas enfim, minha pilha já está acabando, eu não aguento mais falar desse jogo, embora me sinta aliviado por desabafar, então eu quero que vocês todos vão... jogar!

Bônus! Tchulanguero mostra um pouco de Other M
para quem não entendeu nada do escrito!


* Revisado em 24/03/2017 às 20:42:12

Metroid: Other M
Metroid: Other M

* . . . .  Other M é um jogo que erra muito em suas duas principais propostas. A jogabilidade é um híbrido confuso entre novo e velho, não conseguindo trazer a nostalgia dos jogos antigos nem a modernidade dos recentes. A história ao tentar trazer um pouco de drama a Samus, acaba nos oferecendo um roteiro falho e cheio de buracos, além de apagar completamente a personalidade da personagem, colocando-a em uma relação abusiva com o personagem Adam, que ela chama de amigo sem nenhum motivo, além de forçar um instinto maternal sem nenhum sentido.
Avaliado no Wii
(entenda o nosso sistema de notas)


Série: Metroid
Estúdio: 
Plataformas: Wii e Wii U
1

Compartilhe

Pin it


Leia também...



14 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


E-mail Receba notificações para novas:     ok respostas      ok tagarelices      ok publicações

 

  • avatar de leandro (leon belmont) the devil summoner
    leandro (leon belmont) the devil summoner
    07/11/2014 às 09:30:25   localizacao Recife-Pe
    pelo título do texto, havia imaginado que a Samus queria ser mãe de fato., imagino. essa parte que tu falou de ser um FPS genérico...pelo vídeo, ao menos na parte que vi, parece Dino Crisis 2 cruzado com Megaman 64/X7.

    e até que tu fica bem em vídeo, vai fazer mais vídeos de gameplay?

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      07/11/2014 às 18:31:11   localizacao Vespasiano - MG
      Hwa hwa hwa, de certa forma não deixa de ser.

      Ah, FPS genérico foi só uma zuera com o fato de Metroid Prime ter iniciado o desenvolvimento como um jogo em terceira pessoa e depois ter sido movido para primeira, por sugestão do Shigeru após ele ver uma engine de FPS que a Retro estava desenvolvendo... foi uma piada. :P

      Sobre os vídeos, eu sempre costumo fazer para os jogos do Wii para mostrar um pouco dos controles, não faço com maior freqüência por falta de equipamento e tempo mesmo, he he he.

      Valeu cara, abraço!

    Responda!
  • avatar de tristanccm
    tristanccm
    07/11/2014 às 23:41:29
    Eu sou um grande fã de Metroid, adoro quase tudo da série (tá bom, o jogo do NES ficou injogável com o tempo), mas não concordo com o que você falou sobre o enredo do Fusion. A Samus ter se fundido a um Metroid, novas armas e fraquezas, o enredo focado nos Parasitas X, tudo isso tornou o jogo o segundo melhor game em 2D da franquia pra mim. Acho que você não gosta dele porque a SA-X te fez borrar as calças, que nem fez comigo (tenho mais medo dela que do Nemesis!)

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      08/11/2014 às 18:57:15   localizacao Vespasiano - MG
      Ah cara, eu já expliquei o que acho sobre Fusion antes, rzs. E na boa, a SA-X até pode funcionar como elemento de roteiro, mas não como jogabilidade. Todos os momentos em que ela aparece são previsíveis e em apenas um deles há alguma dificuldade real. Aliás, em Other M eles tentam replicar até isso, mas nesse caso não funciona nem como elemento de roteiro.

      Abraço!

    Responda!
  • avatar de Fgap10
    Fgap10
    11/11/2014 às 13:38:49   localizacao São Paulo
    Pra mim, Metroid não deveria ter saído do 2d kk não que eu tenha achado qualquer um dos 3d’s ruins, mas é um tipo de jogo que é perfeito pra Metroid. Espero que esses novos que estão sendo feitos pro 3ds e pro Wii U pela Retro façam representar o nome da séria =D

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      11/11/2014 às 18:14:14   localizacao Vespasiano - MG
      Eu também gosto dos Metroid em 2D, mas vou te falar que a série Prime, com 3D em primeira pessoa, me conquistou completamente. E se você analizar bem, um jogo de exploração faz muito mais sentido em primeira pessoa. Mas pelo que a Nintendo anda falando, é provável que tenhamos um em 2D para 3DS e outro em 3D para o Wii U, que é a fórmula que seguiram na época do GBA e GameCube.
    • avatar de Fgap10
      Fgap10
      12/11/2014 às 13:23:42   localizacao São Paulo
      Que tio Iwata te ouça kkk não que eu não tenha gostado de metroid em 3d, mas é que pra mim 2d define, mas mesmo assim, qualquer um será bem vindo kk mas se tiver de decidir entre os dois vou de 3ds kk :D

    Responda!
  • avatar de Pedro Mescouto
    Pedro Mescouto
    19/11/2014 às 15:32:00
    O primeiro metroid q curti, foi o other m. Principalmente pelo pano de fundo q colocaram, pois sempre achei a Samus meio sem carisma e tb gostei do controle do jogo.Dps joguei o prime 3 e agora to jogando o super metroid. Eh claro q other m tem o lance de ser linear dms, mas acho q funciona bem como um primeiro contato com a série. Ate pela grande maioria de pessoas q possuiam o Wii serem "casuais"..

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      20/11/2014 às 10:16:50   localizacao Vespasiano - MG
      Iaê cara, beleza? Bem vindo ao site :D

      Sim, felizmente para isso esse jogo serviu, muitas pessoas demonstraram interesse pela série por causa dele, apesar de não ter nada com os outros jogos.

      Sobre a suposta falta de carisma de Samus, eu discordo. Não somente por ela já ser carismática desde sempre, como por eu achar que a Samus de Other M é justamente o oposto.

      E Other M nunca foi focado no suposto público "casual", o apelo dele, como eu disse, sempre foi no pessoal das antigas que não curtiram a trilogia Prime.

      Abraço!

    Responda!
  • avatar de Willi Weiss
    Willi Weiss
    20/11/2014 às 10:19:12   localizacao Maravilha - SC
    Mas eu ri demais com o seu texto e com seu sofrimento, kkkkkkkkkkkkkkkk!

    Nem tenho nada a acrescentar, de Metroid entendo o mesmo que uma criança entende de álgebra. Mas o texto tá ótimo, deixou minha manhã mais feliz, Rafa! XD

    Responda!
  • avatar de Pedro Mescouto
    Pedro Mescouto
    20/11/2014 às 21:56:33
    Eh pq tive um contato rapido com Super metroid ah um tempo atrás e tem aquela rapida introdução e ja te colocam pra explorar. N tem nenhum texto no jogo e nem outra pessoa com quem a Samus interaja, por isso n me apegue ah personagem. Meus primos sempre chamavam ela de o metroid ou o robô! Mas ela e uma boa personagem sim..

    Ja acompanho o site faz anos, mas tinha preguiça de me cadastrar haha parabéns por ele, eh bem diferente dos milhares q tem por ai.

    Responda!
  • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
    Rafael "Tchulanguero" Paes
    20/11/2014 às 22:00:53   localizacao Vespasiano - MG
    @Willi Weiss

    Vocês gostam né?! Hwa hwa hwa.

    @Pedro Mescouto

    Engraçado, porque quando o primeiro Metroid, lá no Nintendinho foi lançado, era justamente o que o pessoal achava, que era um robô :)

    Hwa hwa hwa, que isso, nem tem que cadastravar vai. Mas agora não tem mais desculpa ;)

    Responda!
  • avatar de helisonbsb
    helisonbsb
    04/12/2014 às 21:27:09
    lembro da primeira vez quando joguei metroid no 8 bits...tosco,,,simples e tosco o jogo....se comparar o primeirao do 8 bits com essa versão atual,,,,é claro que a maioria prefere a versão atual por ter gráficos bem desenvolvidos e música de primeira,,,,sim joguei metroid Other M e tenho só elogios a declarar, bons gráficos, boa jogabilidade e belas novelinhas que ali existem,,,o fato é que o meu preferido mesmo é o super metroid do snes, jogo dukaralho mesmo, recomendo....as versões game boy advanced também são boas,,, valeu

    • avatar de Rafael "Tchulanguero" Paes
      Rafael "Tchulanguero" Paes
      05/12/2014 às 00:25:05   localizacao Vespasiano - MG
      Super Metroid dá uma surra de pau mole em Other M e nos de GBA. Mas eu gosto demais da Trilogia Prime, minha preferida.

    Responda!
Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail
e-mail  

       

fechar

Parceiros & Links

43|My Detonation|http://mydetonation.blogspot.com.br|O blog do grande Trevoso, sobre o que ele joga, jogou e quer jogar, com indicações de downloads e vídeos.§61|Nação Cucamonga|http://nacaocucamonga.blogspot.com.br|A cultura do terceiro mundo esmagando a do primeiro.§58|Videogames com Cerveja|http://www.vgscomcerveja.com.br|Videogames com Cerveja é um blog sobre games, cujo o principal objetivo é compartilhar experiências "videogamísticas" (tanto na jogatina quanto no colecionismo)! Então não espere encontrar muitas notícias ou reviews detalhados sobre games por aqui!§47|Arquivos do Woo|http://arquivosdowoo.blogspot.com.br|De tudo um pouco na medida certa.§52|Marvox Brasil|http://marvoxbrasil.wordpress.com|As formas mais variadas do universo dos games e vídeogames em um só lugar. Matérias, detonados, curiosidades, podcasts e vídeo-análises. Leia o Blog MarvoxBrasil e desperte o gamer em você!§42|Gamer Caduco|http://gamercaduco.wordpress.com|Histórias de um gamer que está cada vez mais próximo de caducar de vez.
logo
Vão Jogar! - Um site que aborda a cultura dos videogames com seriedade e bom humor.
Vão Jogar! & TMS criados por Rafael "Tchulanguero" Paes - 2008 ~ 2017
topo rodapé