logo Vão Jogar!

O que eu joguei em 2016 - sucodelarAngela

De replays na geração passada à novas experiências na nova geração, acompanhem aqui a lista dos jogos que eu degustei no ano de 2016!

datahora 26/12/2016 às 14:00:53    tagarelices 6



  avatar de sucodelarAngela Caldas

Depois de muitos perrengues nos dois anos anteriores (2014/2015, não sinto sua falta), finalmente a vida gamística me sorriu em 2016, que viria a ser um ano tão corrido quanto os outros, mas onde tudo acabou se encaminhando para melhor! Joguei menos que em 2015, afinal, saúde 100% me colocou para trabalhar de novo, mas entrei de cabeça na nova geração ao adquirir um PlayStation 4, meu foco de jogatinas principal de 2016! Sem mais delongas, vamos à lista (na ordem em que eu joguei)!

Relembre também: O que eu joguei em 2015 - sucodelarAngela

Dead Space 2 (PS3)

Dead Space 2

Sim, meu ano começou com o segundo jogo da franquia porque eu havia acabado de finalizar (pela segunda vez) o primeiro Dead Space ainda em 2015. Mesmo com as poucas mudanças que sofreu (sendo um pouco mais shooter que o primeiro e com Isaac falante), Dead Space 2 manteve a reputação do primeiro jogo e foi além, sendo considerado o melhor de toda a saga pela crítica "especializada" e pelos jogadores em geral. Mas o primeiro ainda é meu favorito!

Leia mais em: Make Us Whole Again!

Dead Space: Extraction (PS3)

Dead Space: Extraction

Extraction foi uma grata surpresa para mim, que nem sequer conhecia o jogo. Foi lançado em 2009 para Wii, mas joguei a versão de PS3 portada. É extremamente baseado em ação, já que é um shooter on rails, e é a prequela da saga principal, apresentando os eventos que levaram à infestação alienígena em Aegis VII, onde o jogador toma controle alternado entre 4 personagens principais.

Leia mais em: Make Us Whole Again!

Dead Space 3 (PS3)

Dead Space 3

O terceiro jogo da saga Dead Space é mais polêmico que mamilos! Foi crucificado por muita gente por ser muito shooter e pouco horror, mas depois que joguei, percebi que é tão bom quanto os outros e ainda te oferece a oportunidade de jogar um coop maneiro. Dead Space 3 responde perguntas importantes da saga e, para mim, teria terminado de forma completamente satisfatória se a EA não tivesse inserido aquele gancho pós créditos, deixando todo mundo com gostinho de quero mais. Se fosse apenas o final apresentado antes dos créditos finais, teria sido um final honroso para nosso amigo Isaac. Falha da EA nesse ponto, mas o jogo é sensacional mesmo assim!

Leia mais em: Make Us Whole Again!

Uncharted: Drake’s Fortune (PS3)

Uncharted: Drake’s Fortune

Depois de finalizar o replay de Dead Space, resolvi rejogar Uncharted, uma das minhas sagas favoritas e incansáveis. Eu acho incrível como Uncharted, apesar de já parecer datado graficamente, ainda consegue divertir imensamente mesmo depois de todos esses anos de lançamento. Platinado no PS3!

Leia mais em: Sic Parvis Magna

Uncharted 2: Among Thieves (PS3)

Uncharted 2: Among Thieves

Mais uma vez, o segundo jogo de uma franquia é tido como favorito da galera: Uncharted 2 é simplesmente sensacional. Os personagens carismáticos do primeiro jogo voltam com background melhorado, e novos personagens são apresentados, também com um final boss de respeito. Excelente!

Leia mais em: Sic Parvis Magna

Uncharted 3: Drake’s Deception (PS3)

Uncharted 3: Drake’s Deception

O terceiro jogo da franquia conquista de cara por nos mostrar um pouco mais do passado do nosso herói e como ele conheceu Sully e iniciou sua vida de caçador de tesouros. Mesmo com uma narrativa um pouco mais fraca que seu antecessor, a jogabilidade permanece super divertida e Drake continua com suas tiradas humorísticas sempre bem colocadas. Além disso, é um jogo lindíssimo, já utilizando quase todo o potencial de hardware do PS3 para isso. Platinadíssimo no PS3!

Leia mais em: Sic Parvis Magna

Splinter Cell: Blacklist (PS3)

Splinter Cell: Blacklist

Adquiri esse jogo de um amigo que, infelizmente, teve que se desfazer de seu PS3 e seus jogos. Sempre tive curiosidade com a série, mas sempre a deixava de lado. No entanto, Sam Fisher é uma figura e tanto, e consegue oferecer uma jogabilidade riquíssima com seus acessórios e estratégias stealth para alcançar seus objetivos. E mesmo com todo mundo fazendo as famigeradas comparações com Metal Gear Solid, posso dizer que a única semelhança é o fato de ambos serem espiões e nada mais (e gostei muito mais de SC do que de MGS). Spy game de responsa, super recomendo para quem curte o estilo!

Bioshock Infinite (PS3)

BioShock Infinite

Esse foi outro jogo que adquiri do meu infeliz amigo. Confesso que tinha um certo preconceito com o Infinite por ter sido uma mudança bem drástica (IMO) em relação aos anteriores... "Cidade no céu? Cadê Rapture? E essa mina aí sendo personagem principal, tem cara de fresca que vai precisar ser salva o tempo inteiro..." Esses eram meus pensamentos, no mínimo. Só que, depois que joguei, me apaixonei. A história é espetacular, o final é mindblowing e Elizabeth é uma personagem muito, muito, muito foda. Título obrigatório!

Assassins Creed: Unity (PS4)

Assassin’s Creed Unity

Primeiro jogo adquirido pro PS4 que, na verdade, foi um presente de aniversário. AC Unity é um jogo lindíssimo e eu, enquanto arquiteta, ficava babando nos cenários realistas que o jogo apresenta. O mapa a ser percorrido é gigantesco, mas além desses pontos, Unity acabou se tornando um jogo deveras cansativo com todas aquelas sidequests repetitivas que a Ubisoft teima em colocar. A saga principal de Arno não chegou a me conquistar tanto, mas posso estar sendo injusta, já que o fato de eu ter cansado do jogo provavelmente afetou meu sentimento geral sobre ele. O fato é que é um jogo muito bom para um AC, mas a saga em si já está saturada. Ainda não finalizei, mas pretendo voltar em breve!

Demon’s Souls (PS3)

Demon’s Souls

Mais uma vez iniciei Demon’s Souls. Mais uma vez eu desisti no meio do caminho, haha! Não me levem a mal, meu conceito subiu bastante de uns tempos para cá com a série Souls, mas confesso que, diferente dos Dark, o Demon’s é absurdamente difícil, chega a ser injusto até. Consegui avançar muito mais no Dark do que nele. Deixei o save intacto, de vez em quando vou voltando para ver o que consigo fazer, hehe...

Lego Indiana Jones (PSP)

Lego Indiana Jones

Joguinho daora para os momentos de distração, divertido como todo LEGO sabe ser. Ando com o PSP na bolsa e vou avançando aos poucos, seja numa fila ou esperando alguém chegar em um compromisso (ser pontual é foda). Já estou jogando o segundo da saga, então ainda tem muito chão pela frente!

Uncharted 4: A Thief’s End (PS4)

Uncharted 4: A Thief’s End

Olha, a Naughty Dog sabe fazer seu dever de casa muito bem. Uncharted 4 é o melhor da série toda e finaliza a história de Drake e companhia de forma magistral. Mesmo com alguns pontos questionáveis sobre o surgimento repentino de Sam, a desenvolvedora conseguiu deixar tudo amarradinho e satisfatório. Os gráficos são lindos, os personagens estão melhores que nunca e a batalha final conseguiu ser tão emocionante quando a do segundo jogo, ou até mais, por ter sentimentos extras envolvidos. Nota 10/10!

Leia mais em: Sic Parvis Magna

Limbo (PS3)

Limbo

Se LEGO Indiana Jones é o joguinho das horas extras na rua, Limbo é o joguinho das horas extras em casa. Pego para jogar sempre que quero algo que exija menos dedicação, primeiro porque já finalizei, segundo porque a gente morre tanto nesse jogo que nem precisa ficar tão bitolado em fazer tudo perfeito, haha! Sinistro do jeito que eu gosto!

The Witcher 3: Wild Hunt (PS4)

The Witcher 3: Wild Hunt

Jogaço, jogaço, jogaço e jogaço. Não sei mais o que dizer, sinceramente. Mesmo não conhecendo os jogos anteriores, consegui me inteirar da história de Wild Hunt pelo resumo rápido dos livros e me apaixonei pelo jogo!

Guitar Hero Live (PS4)

Guitar Hero Live

A nova versão do arcade mais famoso de todos os tempos vem com jogabilidade diferenciada dos demais, com nova disposição de teclas, se assemelhando um pouco mais com acordes de uma guitarra de verdade. Também vem com animações reais de público e banda, não mais aqueles bonecos bizarros de antigamente. Para mim, foi uma excelente alteração em gameplay e visual, mas músicas extras só podem ser jogadas online no Modo TV, diferente dos anteriores em que você podia baixar as novas músicas. Ainda assim, valeu o dinheiro investido e é diversão garantida!

Leia mais em: Guitarrêro Live

Tomb Raider Definitive Edition (PS4)

Tomb Raider

Um dos melhores jogos de aventura que pude experimentar no PS3, mas dessa vez, degustado no PS4. O jogo não sofreu alteração nenhuma na remasterização, mas inclui todas as DLCs que já haviam sido lançados. Já finalizado três vezes, é sempre um forte candidato a replay.

Leia mais em: Nasce uma sobrevivente...

Life is Strange (PS4)

Life is Strange

Life is Strange é, de longe, o melhor jogo dessa lista (excluindo os replays). A história de LiS conseguiu abranger toda sorte de coisa que me agrada: a narrativa é instigante e abrange assuntos tabus e que geram boa conversa de bar, os personagens são cativantes e o jogo é muito emotivo. Se eu tivesse que escolher um Top 3 agora, LiS estaria em primeiro lugar, com toda certeza!

Leia mais em: A estranha vida de Maxine Caulfield

The Last of Us Remastered (PS4)

The Last of Us Remastered

A saga de Joel e Ellie é algo da qual eu nunca vou me cansar de jogar e, pra mim, é um dos melhores jogos que já joguei na vida. Joguei a primeira versão de PS3, mas me senti na obrigação de ter a versão remasterizada para PS4, que também incluí a DLC Left Behind, que conta uma breve história de Ellie antes dos eventos do game principal, além de mostrar fatos secundários deste último.

Leia mais em: It is over, Tess!

Until Dawn (PS4)

Until Dawn

Peguei esse emprestado com um amigo e me surpreendi com o jogo. A narrativa mantém o foco no mistério e, embora algumas coisas sejam meio óbvias, nada é realmente revelado até a hora certa e o desfecho da história é muito interessante. Também foi um jogo que me deixou surpresa pelo fato de suas escolhas terem um peso bem maior no desfecho de cada um dos oito personagens principais, pelo menos mais do que estamos acostumados a ver, pois todos eles podem viver ou morrer, dependendo de como o jogador decide agir. Consegui finalizar com todos vivos de primeira!

Leia mais em: Até o amanhecer

BioShock (PS3)

BioShock

Zerado pela primeira vez em 2013, BioShock foi comprado na dúvida (porque não sou muito fã de FPS), mas a história é tão rica que não teve como não curtir. Resolvi rejogar depois do lançamento da versão remasterizada no PS4, só porque deu saudade (minha versão ainda é a de PS3).

Rise of the Tomb Raider – 20 Year Celebration (PS4)

Rise of the Tomb Raider

Absurdamente excelente jogo de aventura. Pegaram a jogabilidade do primeiro TR, que já era muito boa, e conseguiram melhorar ainda mais! Infelizmente, a nova Lara perdeu toda a simpatia que tinha no primeiro jogo e se tornou um personagem chato e de atuação fraca. Ainda assim, se você curte jogos de aventura e a nossa Croft, vale a pena a grana investida nessa edição, que vem recheada de especiais!

Veja mais em: Vídeo Degustação: Rise Of The Tomb Raider - 20 Year Celebration
Leia mais em: Ascensão de Tomb Raider, Queda de Lara Croft

---

Mais uma ano zerado com sucesso! A todos vocês que nos acompanham, que 2017 venha recheado de bons jogos e dinheiro no bolso e poucas decepções gamísticas! Comentem aí e depois Vão Jogar!

---

Meme Gamer

Esta publicação faz parte do meme gamer "O que você jogou em 2016?", que foi organizado pelo sexto ano consecutivo pelo nosso grande parceiro e companheiro de buteco, Marvox. As publicações irão acontecer entre os dias 26/12/2016 e 09/01/2017, e todos estão convidados a participar através de seus sites, blogs, canais no YouTube, redes sociais ou seja lá mais aonde o coração de vocês mandar.

Não deixem também de conferir os demais participantes da edição deste ano:

Arquivos do Woo arquivosdowoo.com.br
Gamer Caduco gamercaduco.com
Gamerniaco gamerniaco.wordpress.com
Jogatinas Saudáveis youtube.com/vigiabr
Jornada Gamer youtube.com/jornadagamer
MarvoxBrasil marvoxbrasil.wordpress.com
Point Games Brasil pointgamesbra.blogspot.com.br
QG Master qgmaster.blogspot.com.br
Retiro da Jogatina retirodajogatina.com.br
U-8Bits ulisses8bits.blogspot.com.br
Videogames com Cerveja vgscomcerveja.com.br

* Atualizado em 29/12/2016 às 10:53:55

outras tags: Assassin’s Creed: Unity, BioShock, BioShock Infinite, Dead Space 2, Dead Space 3, Dead Space: Extraction, Demon’s Souls, Guitar Hero Live, LEGO Indiana Jones: The Original Adventures, Life is Strange, Limbo, Rise of the Tomb Raider, Splinter Cell: Blacklist, The Last of Us, The Witcher 3: Wild Hunt, Tomb Raider (2013), Uncharted 2: Among Thieves, Uncharted 3: Drake’s Deception, Uncharted 4: A Thief’s End, Uncharted: Drake’s Fortune e Until Dawn

Compartilhe

pin


Leia também...



6 tagarelices já foram feitas!


e-mail  
nome  
localização  
site  
tagarelice   ativar o editor de texto desativar o editor de texto


Você acompanha as respostas deste escrito por e-mail.
Você acompanha as tagarelices deste escrito por e-mail.
Você acompanha as novidades do Vão Jogar! por e-mail.

  • avatar de Minquis
    Minquis
    26/12/2016 às 15:43:39   localizacao Belo Horizonte
    Nossa belas conquistas no seu currículo gamer em 2016.

    Eu tenho a zapper do Wii e sou afim de comprar Dead Space: Extraction para jogar. Um dia ainda faço isso.

    Termina Demon’s Souls minha jovem Padawan.

    Grande abraço e tudo de bom!!!

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      29/12/2016 às 11:54:09   localizacao São Luís - MA
      E aí, Minquis!

      Eu joguei o Extraction no PS3 e, claro, deve ser bem mais divertido com a zapper no Wii. Aliás, até tenho uma tb, mas nunca experimentei nada com ela, acredita?

      Demon’s Souls é meu karma, haha!

      Abraços e obrigada por sempre estar presente por aqui! Feliz ano novo!

    Responda!
  • avatar de Gamer Caduco
    Gamer Caduco
    27/12/2016 às 20:41:12   localizacao SP
    Pô, legal a lista! Legal que se motivou a platinar alguns jogos, é sempre divertido e sempre faz os jogos render ainda mais. Bom, vou manter a tradição e comentar caso a caso, dessa vez usando traduções ridículas pros nomes. Perdoe-me por ser imbecil a este ponto...

    Segundo Espaço do Papai: putz, até hj eu joguei só o primeiro e durante uma hora, usando o esquema de Free-Trial da PS Plus. Gostei pacas, mas nunca comprei pra começar a trilogia. Ainda tenho outras coisas como prioridade na frente, tipo Mass Effect. Pelo menos não tomo susto em Mass Effect. Detesto levar susto, só gosto de dar susto nos outros. Sim, eu sou um cretino. Não, eu não nasci na Ilha de Creta.
    Extração do Espaço do Papai: nem conhecia, vou jogar algum dia!
    Terceiro Espaço do Papai: se não joguei o 2, imagina o 3.
    Fortuna do tio Drake Desconhecida: Uncharted foi outro que só joguei demo até hj, parece interessante e tal, bem feito, mas não é o tipo de jogo que me empolga muito. Aí o defeito tá em mim, eu sei! kkkk
    No Meio dos Ladrão Desconhecidos: mesma coisa do anterior.
    Tio Drake Ficou Decepcionado por causa dos Três Desconhecidos: segue os dois anteriores.
    Célula da Lista Negra do Mestre Splinter: vish eu nunca joguei nenhum Mestre Splinter Cell Freeza Goku. Não sou muito fã de stealth, então sempre fugi dele. Mas saber que não tem a ver com Metal Gear me anima um pouco.
    Tomando Choque Biológico Infinitamente: tem um amigo que me fala pra jogar BioShock, pior que eu me desfiz do que tive um dia na vida, o 2. Sabe pelo que eu troquei? Assassin’s Creed. Não me arrependo! Ele me xinga pacas por isso... kkkk
    Credo, ó os Çaçinos! Unidade: falando no capeta, olha ele aí. Se vc mesma não teve paciência pra jogar, imagina eu? Tô fora! Obrigado pelo aviso! kkk
    Alma dos Demonho: poxa, eu adoro Demon’s Souls! E odeio Dark Souls! Justamente pq o Dark eu achei bem mais fácil e repetitivo do jeito errado, te força a ficar perdido no mapa e etc. No começo eu não queria jogar também o Demon’s, até que um amigo foi desafiado a terminar, terminou e falou bem de um monte de coisa. Aí abri mão da bronca e resolvi tentar pra valer, saca? Eu gostei muito. Mas eu tava numa fase bem ZEN da vida. Na época que eu tava SEM (paciência) não rolou. Se vale como dica, espera uma época que estiver sussa com tudo, o suficiente pra aguentar passar um pouco de nervoso jogando! kkkkkkkkk
    Lego do Jão de Indiana: Lego é sempre bom, esse do Indiana ainda não joguei, mas boto fé nas diversões rápidas que vc tá tendo com ele! \o/
    Fim dos Ladrões Desconhecidos Quatro: eu tenho uma sensação que não vou curtir esse, só vejo a galera falando bem da história... rs. Lembra o que passei com The Last of Us.
    Foi pro Limbo: excelente jogo! Tô querendo jogar o Inside também, da mesma produtora. Deve ser loko demais!
    O Terceiro Bruxador Na Caçada Loka: PRECISO... JOGAR... ESTE... JOGO... LOGO!!!!!!!
    Guitarreiro Vivo: joguei na casa de um amigo meu. Ficou bem legal e tal, lance de músicas semanais, esquema de botões diferentes, tudo bem legal.Se eu não fosse uma negação nele e tivesse bateria, compraria. Na guitarra eu não me divirto tanto, confesso. Apesar que a bateria incomoda os vizinhos. Então sei lá... kkkkkkkkkkkk
    Lara Croft Com Busto Redondo Finalmente: o cabelo da Lara tá mais loreal nesta versão?
    A Vida é Meio Loka e Tal: tô lá com o primeiro capítulo pensando se quero jogar algo 100% focado em história ou não... rs. Ultimamente tô mais mecânicas do que o normal.
    O Último Remasterizado dos Estados Unidos: bom, esse aqui eu passo... kkkkkkkkkk
    Até Ficar Tarde Pacarai: queria jogar pra matar todo mundo, mas enfim, talvez um dia.
    Choque Biológico: então, eu larguei o BioShock 2 pelo mesmo motivo: não gostar de FPS. Talvez eu devesse dar uma chance algum dia. Não sabia da versão remaster, isso abre portas.
    Levante da Sua Tumba, Lara Boobs: joguei um pouquinho na casa de um amigo e... PREULA QUE PAROLA, que jogo foda! Conseguiram melhorar o absurdo de bom que já é o anterior! Isso mecanicamente falando. Preciso jogar pra ver o lance de história, personalidade, músicas e batatas fritas.

    Ufa, é só tudo isso!
    Achei a lista bem bacana, embora totalmente focada nas duas últimas gerações. Aí é o tiozão que vive dentro de mim resmungando... kkkkkkkkkkkkkk
    Té mais, Çaçina!

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      29/12/2016 às 12:47:16   localizacao São Luís - MA
      Platinar é algo que eu realmente não tenho muita paciência, a não ser que seja algum jogo que eu realmente ame E que não tenha troféus multiplayer/online (odeio). Os que platinei preenchiam esses requisitos
      Então, vamos lá:
      - Eu ri alto feito retardada do "Espaço do Papai", huahuahuahuahua! Se é pra jogar MAss Efeito, eu deixo você jogar o Espaço do Papai depois (is this making any sense?). O jogo realmente dá muito susto, mas ainda recomendo jogar de luzes apagadas e com headset, fica supimpa! E não, não me assuste nenhuma vez na sua vida, seu nascedor da ilha de Creta! o Extração é muito bacaninha, mas é bacana jogar depois de zerar o primeiro!
      - As coisa desconhecida tudo do Drake: o jogo é excelente, pena que vc não curte a pegada dele, mas dá pra jogar sem compromisso pegando emprestado de alguém!
      - "Célula da Lista Negra do Mestre Splinter" e "Mestre Splinter Cell Freeza Goku", ahuahuahuhauhauhauahuah!!! Olha, qualquer coisa que não seja parecido com Metal Gear me anima!
      - Choque Biológico Infinito foi um fim digno pras ondas de choque biológico anteriores. A história é foda demais, mas não te julgo por ter trocado por Çaçins Crid, eu mesma olhava a série com preconceito até joga-la. Pena que Çaçins Crid decaiu tanto...
      - Olha, eu peguei de novo pra jogar o Unidade Credora dos Assassinos, mas deixei de lado aquele monte de missão secundária pra fazer só as principais (tenho feito só algumas coop e tals), e pareceu bem melhor agora, seguindo só a história dele. Tou na última memória já, mas ainda tem a DLC Reis Mortos pra jogar. O problema de çaçins crid é o tanto de coisa pra fazer no mapa, se ater somente às principais é bem mais tranquilo.
      - Com as alma dos demo eu também tenho jogado só nas minhas épocas zen. Quando joguei aleatoriamente, achei horrível e xinguei o jogo, mas o problema era eu. Agora consegui jogar até uma parte onde tem um demônio todo de fogo, um tal de flamelurker, mas tou apanhando, xinguei muito o jogo, mas o problema é o jogo mesmo que tá difícil. mas eu já entendo ele...
      - Lego do Jão é muito bacana! Tenho que passar a dar mais valor aos Lego da vida, deixo de comprar muitos pra comprar outras coisas...
      - Fim dos ladrão desconhecido: te entendo, huahua, mas o jogo tá o melhor de todos, em jogabilidade tb!
      - Limbo: tenho que ver esse inside melhor, só vejo falarem bem!
      - Deuítcha é vida! Quero comprar as DLCs, mas tá difícil achar a versão "física" que vem com as cartas de gwent. Vou acabar comprando a versão digital mesmo, mais em conta.
      - Eu ainda tenho muita vontade de comprar um Banda de Rock pro PS3, mas não tenho espaço pra bateria. Os vizinhos que se lasquem, sasporra só sabem incomodar os outros, um dia chega a minha vez.
      - Lara Croft Siliconada está mais Loreal sim!!!
      - Curtindo a Vida Adoidado com a menina do tempo é muito bom, mas se não está no clima de histórias, deixa pra outra oportunidade pra poder ficar bem imerso nas situações.
      - TLOU: repasso!
      - Até Ficar Tarde: tu é muito dark sided, rapaz, deixa o povo viver, tem até ceninha extra pós créditos, huahua!
      - Choque biológico tem uma história muito foda, mas a versão remaster não trouxe os pt-br pra facilitar a vida. =P
      - Lara siliconada chata tem história bacana, música bacana, só a lara que tá chatinha demais. Mas ainda é um dos melhores jogos de aventura que joguei!

      Eu em tenho console das outras gerações T-T...
      Mas tou jogando Donkey Kong Country no emulador do PSP, serve?
      abraço, caducão!

    Responda!
  • avatar de Marvox
    Marvox
    10/01/2017 às 16:59:34   localizacao São Paulo/SP
    Fantástico, vários jogos que você jogou cheguei a jogar e terminar no PC, lista forte essa hein.

    Dead Space 2 - Gostei demais dele quando joguei, fez bem eu ter conhecido, um jogo que te mata no primeiro erro da primeira fase, merece respeito mesmo.

    Dead Space: Extraction - Gostei demais, tenho ele no Wii e comprei logo que foi lançado. Acho incrível como pessoas que gostam de Dead Space ainda não jogaram este. Show de bola por ter conhecido Angela!

    Dead Space 3 - Ainda irei conhecer.

    Splinter Cell: Blacklist - Jogava bastante no PC, gosto do estilo de Splinter Cell, é um personagem que deveriam buscar trazer com todas as forças, faz falta esse stealth maduro que o jogo coloca.

    Bioshock Infinite - Bioshock pra mim é gótico, frio, medonho e escuro. A primeira vez que vi isso, dei risada por parecer Alice no País das Maravilhas. Mesmo assim é BioShock e eu precisava jogar, então comprei em 2015 a coletânea com todos os 3 e joguei na sequência, ao chegar no Infinite vi que a escuridão dele está mais profunda que nos dois jogos anteriores. Coisa de doido, obrigatório mesmo!

    Assassins Creed: Unity - Tenho muita vontade de jogar!

    Limbo - Um dos jogos primeiros jogos da safra indie que pude jogar lá em 2010, muito bom mesmo! Nesse jogo acho que morrer é o que menos importa, já que isso acontece o tempo todo kkkkk!

    Life is Strange - Sem palavras para esse jogo, tudo nele é perfeito.

    Until Dawn - Se eu tivesse um PS4 este seria o primeiro jogo que iria me dedicar.

    Valeu Angela por mais uma vez participar do Meme Gamer! Grande abraço!

    • avatar de sucodelarAngela
      sucodelarAngela
      11/01/2017 às 14:53:59   localizacao São Luís - MA
      Dead Space’s: Acabei de comprar as únicas coisas que faltavam pra complementar minha vida com essa saga, as DLCs Severed (DS2) e Awakened (DS3). Now I’ll be complete! S2

      Splinter Cell merece mais jogos, com certeza.

      Finalizei esses dias o Unity, mas ainda tem a DLC Dead Kings pra jogar (já iniciei). Em breve devo fazer uma review por aqui!

      Tem um troféu em Limb que você ganha se morrer menos de 5 vezes, se não me engano. Me pergunto como!!! Hjuahua!

      LiS é amor!

      Until Dawn vale muito a pena, é muito interessante, sabe manter o mistério principal do jogo até o momento certo, tudo pode acabar em merda se fizer as escolhas erradas, tudo pode ser lindo se fizer as escolhas certas e o jogo usa bastante as funções de movimento e touch do DualShock 4 (se você assim o quiser, pois também é customizável). Prato cheio!

      Abração, Marvox! Prazer participar desse meme!!!

    Responda!

Acompanhe as tagarelices deste escrito por e-mail

e-mail  

       

Mais tagarelas

saiba a regra para autores do site

Mais butequeiros


Menu

Feeds

Nos acompanhe

Expediente



Vão Jogar! & TMS criados
por Rafael "Tchulanguero" Paes
2008 ~ 2017

rafaelpaes logo

Últimas butecadas

Versão mobile
topo rodapé